Compartilhe

안녕하세요! Olá 🙂

Depois de muita história e das paisagens calmas do Forte Hwaseong, nós saímos de Gyeonggi-do e voltamos para a capital, Seul! Vamos para um dos lugares mais movimentados da capital, e que dizem que é a atração número 1 das listas dos turistas que visitam a Coreia do Sul: Myeong-dong.

Lojas, restaurantes, cultura, história e pessoas. Sim, muitas pessoas! Se você gosta de tudo isso e de lugares movimentados, cheios de gente Myeong-dong é o lugar certo 😉 Olha, o significado do nome tem muito a ver! Myeongdong significa ‘caverna/tunel brilhante’, e é assim cheia de luz que um dos ‘dongs’ da região de Jung-Gu encanta os turistas e também os coreanos.

Myeong-dong existe tem muito tempo. As origens remontam a época da Dinastia Joseon, quando ainda era uma área predominantemente residencial e levava o nome de ‘Myeongryebang’. Depois, quando a Coreia esteve sob governo japonês, o nome mudou para ‘Myeongchijeong’. Nesse mesmo período, Myeong-dong começou a se estabelecer como área comercial, influenciada pelo crescimento da atividade logística na área vizinha de Chungmuro.

Em 1946, um ano depois da independência coreana, Myong-dong se estabeleceu como distrito independente. Na década de 60, a economia começou a florescer e o setor comercial se expandiu das regiões de Namdaemun-ro e Euljiro para Myeong-dong. As revitalizações foram um ponto importantíssimo – muitos prédios foram construídos e daí começaram a vir mais restaurantes, foram instalados os shoppings, lojas de departamento e boutiques. Nos anos 70, Myeong-dong era o centro das tendências. Já em 2000, Myeong-dong foi designada como área especial de promoção do turismo e é uma das principais paradas do transporte público da capital.

Depois desse resumão, vamos ver o que tem para fazer!

1 – Comprar, é claro:

Lojas de Cosméticos em Myeong-dong. Foto: Soompi.
Lojas de Cosméticos em Myeong-dong. Foto: Soompi.

Ir em um dos maiores centros comerciais da Coreia e não tirar uns wons do bolso? Ah, não pode ser! Maravilhoso caminhar por Myeong-dong e conhecer as grandes lojas de departamento e os chamados ‘duty-free’. Mas, acho que o que me encantaria mesmo no comércio da região seriam as pequenas lojas e os vendedores de rua. Também, as ruas são lotadas de produtos da K-Wave e há inúmeras lojas de produtos de beleza (seria esta colunista em um ‘paraíso dos seus sonhos’ parte 1).

2 – Se aventurar na gastronomia que Myeong-dong tem para oferecer:

Barraca de comida em Myeong-dong. Foto: The Korea Times
Barraca de comida em Myeong-dong. Foto: The Korea Times

 Nunca, pode faltar. Nunca. *risos*

Na região de Myeong-dong há vários restaurantes muito antigos e tradicionais da capital. Há um que funciona desde 1939, e que é especializado em servir Gomtang, uma sopa que é muito tradicional na Coreia. Também há barracas de vendedores de rua, que enchem as calçadas de aromas e cores.

3 – Visitar a Catedral Myeong-dong:

Catedral Myeong-dong. Foto: Visit Korea.
Catedral Myeong-dong. Foto: Visit Korea.

É um prédio histórico e icônico da região e da cidade de Seul. Depois que a missão de religiosos franceses chegou a Coreia no século 19, o catolicismo ganhou espaço como religião no território. Após a conclusão de um tratado comercial entre a Dinastia Joeson e os EUA, em 1882 o bispo Jean M. Blanc comprou um terreno em Jonghyeon para erguer a igreja. Mas, como o terreno era próximo a um templo, eles desistiram logo de construir ali. No lugar, um centro educacional foi construído e os planos de construção da igreja, continuaram, mas sob a supervisão do padre francês Eugene Coste na ocasião da conclusão de um tratado comercial entre a Coreia e a França em 1887.

Foi o Imperador Gojong quem colocou o primeiro bloco de pedra em 5 de Agosto de 1892, na cerimônia de inauguração dos trabalhos da construção. O custo da obra foi avaliado em 60,000 dólares e foi financiado pela Sociedade de Missões Estrangeiras.

Com a Primeira Guerra Sino-Japonesa que começou em 1894 e a morte do Padre Eugene, a inauguração da catedral foi adiada por quase quatro anos. Em, 29 de Maio de 1898 ela foi finalmente inaugurada e na época era o maior prédio de Seul.

Nas décadas de 70 e 80 foi o centro dos protestos contra a lei militar na Coreia. Lá ainda, é um ponto tradicional de concentração de protestos, e em 2000 a catedral tentou banir que eles fossem realizados lá, de forma oficial, depois que um protesto contra empresas de telecomunicação causou desordem e vandalismo contra a igreja.

 A catedral de Myeong-dong, também foi local de filmagem do drama ‘You’re beautiful’.

4 – Visitar o Seoul Global Cultural Center:

Hall do Seoul Global Cultural Center. Foto: Korea Tourism Organization.
Hall do Seoul Global Cultural Center. Foto: Korea Tourism Organization.

Quer compreender e aprender sobre os aspectos culturais tradicionais e modernos da Coreia? Então você não pode deixar de visitar este centro cultural, beautiful people! Lá você pode participar de programas de atividades, como: aprender a fazer pinturas tradicionais, aprender umas coreografias de K-Pop, cozinhar pratos da culinária coreana e ver filmes coreanos legendados em inglês!

‘Quero ir me divertir em Myeong-dong! Como faço para me informar mais e chegar até lá?’ :O

Fácil demaaaais!

Endereço:
Myeongdong-gil, Jung-gu, Seul.

Funcionamento:
Abre durante o ano inteiro, mas os horários dos pontos turísticos, lojas e restaurantes variam.

Seoul Global Cultural Center: 10:00-19:00

Telefones:
1330– Atendimento ao turista.
(Disponível em Inglês, Japonês e Chinês)
Myeong-dong: +82-2-774-3238, +82-778-0333 (Para mais informações.)

Sites: Visit Korea

Myeong-dong

Seoul Global Cultural Center

Catedral Myeong-dong

Ingressos/Tickets/ Reservas/Serviços:

*Informações das programações especiais e atividades estão nos sites listados.

Transporte:
Você encontra as várias maneiras de chegar até lá aqui.

Até o próximo KP Travel! 😉


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.




DEIXE UM COMENTÁRIO