Compartilhe

Mais uma terça de KP Travel! Depois de conhecermos um pouquinho da cidade de Busan, uma das cidades portuárias mais conhecidas da Coreia do Sul voltaremos para a capital Seul! Iremos conhecer mais um lugar que nos permite conhecer mais um pouco da história da Coreia.

Nosso destino de hoje é o National Palace Museum Of Korea (em tradução livre é tipo ‘Palácio Museu Nacional da Coreia’), e como o nome em inglês já indica é um palácio foi transformado em museu. Mas, na verdade o museu está instalado em apenas um dos prédios do palácio tá? Tipo, não ocupa o palácio inteiro!

National Museum Of Korea. / Foto: Jinho Jung
National Museum Of Korea. / Foto: Jinho Jung

Olha, esse museu mudou muito de lugar e de nome! Aqui, nos textos da KP Travel,  vez ou outra eu estou tentando explicar um pouco da história dos lugares e a questão da troca de nomes ou de lugares é bem frequente.

Dessa vez, também temos muitas ‘mudanças’ e trocas de nomes.

O museu começou com o nome de Museu Imperial Coreano’, e ele foi instituído em Setembro de 1908 e estava localizado no Palácio Changgyeonggung. Em Novembro de 1909, o museu era aberto a visitação pública. Tudo continuou sem mudanças até 1938, quando os japoneses eram quem estavam governando a Coreia. Eles renomearam o museu, e ele ficou sob o nome ‘Museu da Dinastia Yi.’ Em 1946, quando a Coreia foi liberada do governo japonês o museu recebeu mais um nome: ‘Museu Deoksung’.

Na década de 90, já sob a administração da autoridade que cuida da preservação da cultura e história coreanas, o museu mudou-se para Seokjojeon, no Palácio Deoksugung. E em 2005, a última realocação: o museu foi instalado num prédio mais moderno, no interior do Palácio Gyeongbokgung.

O acervo do National Palace Of Korea é bem expressivo. São mais de 40.000 artefatos e tesouros das Dinastias que governaram a Coreia e também do Império Coreano.

Então, dessa vez será diferente! Em vez de indicar quais lugares ir, eu vou indicar as exposições permanentes que eu com certeza visitaria! Já que o museu é dividido por andares, vou listar as exibições por andar 🙂

Primeiro Andar:

Goguryeo, Silla e Silla Unificada. Os destaques são as jóias de ouro do período de Silla e Silla Unificada. Lindíssimas!

Joseon (I,II e III), Goryeo (I e II), e Império Coreano. Provavelmente as melhores exposições fixas de todo o museu! As dinastias Joeson, Goryeo e o Império Coreano são um dos três períodos mais significativos da história da Coreia. (Na opinião da Colunista e de muita gente por aí!)

Selos de várias agências/departamentos da Dinastia Joseon. / Foto: Chris Backe/Travel Wire Asia.
Selos de várias agências/departamentos da Dinastia Joseon. / Foto: Chris Backe/Travel Wire Asia.

Segundo andar:

Quando a gente fala de caligrafia e pintura, a Ásia sempre nos presenteou com maravilhosos trabalhos que são verdadeiras obras de arte! A Coreia não fica de fora!

Galeria de Caligrafia, Galeria de pinturas budistas. O destaque realmente é a exposição de caligrafia coreana.

Escritos do Rei Hyojong sobre suas oito acompanhantes. Traduzido do Hanja  para o Hangul. Foto:  Chris Backe / Travel Wire Asia.
Escritos do Rei Hyojong sobre suas oito acompanhantes.( Tem tradução do Hanja para o Hangul disponível na exibição.) Foto: Chris Backe / Travel Wire Asia.

Terceiro andar:

O terceiro andar é uma reunião de culturas asiáticas. Nele temos galerias dedicadas a países asiáticos e até uma galeria especial para os objetos escavados na costa de Sinan.

Galerias dedicadas a Ásia Central, China e Japão Seriam as que eu visitaria com toda a certeza, entre as disponíveis no terceiro andar. Os destaques ficam com os objetos de jade, artefatos funerários das dinastias Han e Tang e as pinturas da galeria Chinesa. Também vale passar pela galeria dedicada a cultura da Ásia Central, que inclui artefatos que revelam a cultura das regiões que faziam parte da rota da seda.

As fotos das exibições, que sejam correspondentes e de boa qualidade são muito trabalhosas de encontrar, e o museu tem uma política de reprodução de imagens da coleção que estão no site, que é tipo, bem burocrática 🙁

Mas, embora seja chata essa questão da reprodução de fotografias e fotografar dentro do museu, a administração está certíssima! Pois, atitudes assim são tomadas visando o bem da conservação das peças e para que não hajam acidentes! Mas, fotografar com câmeras pessoais é permitido. Desde que haja bom senso e que você não use flashes e tripés, o que é proibido pela administração do museu, tudo bem fotografar.

Ficaram curiosos para ver mais dos objetos das exposições? É possível!

Há, o site oficial do museu que detalha tudo por andar e exibições. Para ajudar, façamos assim:

Primeiro andar:

Goguryeo, Silla e Silla unificada: clique aqui.

Joseon (I, II e III), Goryeo (I e II) e Império Coreano: clique aqui.

Galerias dedicadas a Ásia Central, China e Japão: clique aqui.

Além das exposições fixas, há as exposições especiais. São aquelas que são abertas ao público apenas por certo período de tempo. A exposição da foto abaixo, foi a das pinturas da Dinastia Joseon, que foram expostas em 2009. A próxima exibição especial do museu será a intitulada Obras Primas da Arte Francesa dos século 17 até o século 19 que ficará aberta de 19 de Dezembro de 2017 até 15 de Abril de 2018.

Registro da exposição especial 'Pinturas de Joseon', em 2009. Foto: Chris Backe / Travel Wire Asia
Registro da exposição especial ‘Pinturas de Joseon’, em 2009. Foto: Chris Backe / Travel Wire Asia

Ficaram loucos para passear pelos diversos capítulos da história coreana que estão disponíveis no National Museum Of Korea? Que ótimo! Então, aqui vão as informações úteis:

Horário de funcionamento:

Segunda, Terça, Quinta e Sexta: 10:00-18:00

Quarta e Sábado: 10:00-21:00

Domingos e Feriados: 10:00-19:00

*Não abre no dia 01/01, no Seollal (Ano novo lunar) e no Chuseok (Dia de ação de graças coreano)

A exibição externa começa a partir das 07:00.

Entrada:

Entrada franca

*Mas, há uma taxa cobrada separadamente para a exibição especial na galeria de exibições especiais.

Telefone: +82-2-2077-9046 (Inglês/Coreano)

Como chegar?

Endereço: 137, Seobinggo-ro, Yongsan-gu, Seul.

Metrô:

Linha 4 ou Linha Junggang (Munsan-Yongmun) até a estação Ichon. Desça na saída 2 e caminhe aproximadamente 150 metros em direção ao Yongsan Family Park.

Ônibus:

Linha Azul

400 e 502

Mais informações:

Site oficial:

National Museum Of Korea

Guia do Visitante, Guia de estudo e Revista do Museu:

Guia do visitante e Guia de Estudo (aqui)

Revista do Museu e Jornais de Arte coreana e arqueologia (aqui)

Todos estão disponíveis para download gratuito em Inglês.

Espero vocês para o nosso próximo destino! o/ Até a próxima KP Travel!


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.




DEIXE UM COMENTÁRIO