Compartilhe

Um vídeo que captura uma cena de puro racismo contra os coreanos na Califórnia transformou Annie An, uma estudante universitária em Walnut Creek, na área de East Bay na Califórnia, em uma estrela da internet rapidamente.

O incidente chocante ocorreu em uma Starbucks local, onde Annie estava conversando com sua amiga em coreano. Seu professor coreano-americano, Sean Lee, também estava em cena.

Interrompendo o bate-papo das duas jovens coreanas, uma mulher branca de meia-idade, sem provocação, disse de repente às duas: “Não ouse dizer isso de novo“, acrescentando que não gosta de ouvir essa língua, que ela considera “nojenta “, e acrescentando que apenas o inglês deve ser falado na América.

Annie, então, pressionou o botão de gravação no smartphone.

“Algumas palavras específicas me deixaram com muita raiva especialmente ‘coreano’, ‘nojento’, ‘fique quieta e sente-se’, ‘apenas em inglês’ e ‘imigrantes”, disse Annie ao The Korean Herald em uma entrevista.

Os funcionários da Starbucks e três policiais escoltaram a mulher para fora do café.

Eu experimentei racismo por diversas vezes durante a minha estadia nos EUA“, disse Annie. “Por exemplo, uma garçonete se recusar a me servir em um restaurante em um bairro branco, ou um homem branco gritar de um carro que passava, me chamando de” Ching Ching “.

“Mas esta é a primeira vez que encontro alguém que exibiu um sarcasmo tão despreocupado “, disse a jovem de 21 anos.

Nunca devemos ignorar as observações e as ações racistas. Quanto mais ficarmos calados, mais a história nos ignorará. Gostaria que mais pessoas percebessem o poder dos imigrantes, já que a nação dos EUA foi construída por mãos imigrantes“.

O vídeo de Annie sobre seu “dia mais inesperado e inacreditável” de 2017 se tornou viral no Facebook. Annie disse que recebeu muitos incentivos e apoio de pessoas que seguiam seu post, mas nem todos os comentários foram positivos.

Alguns deixaram comentários agressivos ao final do vídeo. Duas pessoas enviaram mensagens diretas. Uma foi: “Você deveria ter falado calmamente. Seu idioma parece um tanto irritante”, e outro foi “F — , fora Ásia“, disse ela.

Annie disse que ela acredita que há muito o que se falar sobre imigrantes em tempos de desigualdade e adversidade racial.

Eu tenho orgulho de ser bilíngue”, afirmou Annie An.

Vejam uma compilação do vídeo que tornou-se viral com legendas em inglês, feito pelo jornal Daily Mail.

O Koreapost repudia qualquer ato de racismo ou qualquer tipo de atitude preconceituosa e acredita que a paz só será atingida com a tolerância e o entendimento entre os povos.


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.




DEIXE UM COMENTÁRIO