Compartilhe

Novas informações dão conta que o envelhecimento da população vai remodelar o cenário industrial da Coreia. O relatório é do Banco da Coreia (BOK) e foi lançado na última quarta-feira (2), discutindo a relação entre o rápido envelhecimento da população com a estrutura industrial, bem-estar e a indústria de serviços de saúde no país.

Neste relatório, Kang Jong-gu, chefe do BOK, disse que “conforme a estrutura da população coreana muda, os empregos de manufatura vão diminuir, enquanto os serviços ao consumidor crescerão no rendimento total do país“.

Os resultados surgiram após o BOK analisar as previsões populacionais da Coreia do Sul e as comparar com dados obtidos entre 1970 e 2011 entre os países membros do OECD. O relatório foi uma surpresa para muitos, já que a economia da Coreia do Sul baseia-se tradicionalmente na indústria de manufatura.

Em 2009, a manufatura representou um pouco mas de 28 por cento da economia do país, bem acima da média de 16,05 por cento da OECD. Por outro lado, a indústria de serviços somou 60.34 por cento, quase 10 por cento abaixo da média de 70,93 da OECD.

De acordo com o estudo, no entanto, tudo está prestes a mudar ao longo dos próximos anos, com a crescente população idosa resultando em uma redução de demanda por produtos de consumo e, por outro lado, um aumento nos gastos com saúde e demanda da indústria médica.

No relatório foi afirmado que, em relação à empregabilidade, as indústrias alimentícia e de produtos químicos devem crescer, enquanto que por outro lado, a educação, indústria de atacado e varejo enfrentarão perspectivas péssimas.

Quanto a produtividade dentro da indústria de manufatura, os campos de produtos químicos, alimentícios e de máquinas de transporte devem sofrer um grande crescimento, enquanto os campos de administração pública, finanças, seguro e transporte enfrentam predições pouco animadoras.

O relatório alerta sobre a necessidade de uma reestruturação e foco em mercados estrangeiros enquanto pede por medidas a longo prazo para enfrentar a escassez de mão de obra nas áreas de manufatura qualificada e administração pública.

Conforme o envelhecimento da população acelera, a demanda pela indústria de manufatura na Coreia do Sul vai diminuir. Para neutralizar esses efeitos, é necessário ramificar a economia para mercados estrangeiros,” afirma o relatório.


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.




DEIXE UM COMENTÁRIO