Compartilhe

A partir de março deste ano, as escolas primárias de todo o país serão proibidas de fornecer educação em inglês para alunos de primeira e segunda série, como já foi falado em outro artigo do Koreapost.

O objetivo da medida é aliviar as pressões do estudo em estudantes jovens, proibindo o aprendizado avançado. Atualmente, o inglês é ensinado a partir da terceira série.

Mas os críticos argumentam que isso também levaria à perda de milhares de empregos de instrutores de inglês e eliminaria o acesso dos estudantes de baixa renda à educação.

Meu filho recebeu educação de inglês de alta qualidade após a escola, três vezes por semana, or apenas por 50.000 won por mês. Agora, eu tenho que encontrar um hagwon particular ou um tutor, porque o governo está excluindo o inglês do currículo pós-escolar deste ano “, disse a mãe de um aluno da primeira série que mora em Changwon, província do Sul de Gyeongsang.

20171215000664_0
Os professores do ensino médio fizeram um protesto na frente do Escritório Metropolitano de Educação de Gwangju na sexta-feira, contra a decisão do governo de proibir as aulas de inglês após a escola para estudantes da primeira e segunda séries. (Bak Se-hwan / The Korea Herald)

Outra mãe de dois filhos, de sobrenome Lee, chamou a decisão do ministério de “um absurdo completo“. “Mesmo as crianças em idade pré-escolar estão fazendo aulas privadas de inglês hoje em dia,” disse ela. “Qual é o objetivo de proibir os cursos escolares  mais acessíveis enquanto os cursos privados continuam intactos?”, Disse Lee.

De acordo com uma pesquisa publicada pelo Instituto Coreano de Cuidados Infantis e Educação, quase 85% das crianças de 5 anos receberam educação privada só no ano passado, sendo o inglês a quarta matéria mais popular após a língua coreana, esportes e artes.

Para cerca de 7.000 instrutores de inglês de cursos pós-escola, principalmente contratados em contratos temporários, também é uma questão de segurança no trabalho.

Há cerca de 130 mil professores contratados que administram programas pós-escola em todo o país, ensinando assuntos como inglês, ciência, história, arte, música e educação física.

O inglês é o assunto mais favorecido de todos entre os pais, mas é o único assunto da proibição de aprendizagem prévia. História é ensinada a partir da quinta série, mas as aulas de pós-escola relacionadas à história não estão sujeitas à proibição.

Kim Kyung-hee, um professor de pós-escola e chefe do sindicato de professores pós-escola, disse que a nova regra ameaça seus empregos, além de tirar de seus alunos a oportunidade de aprender inglês a um custo mínimo.

A maioria das aulas de inglês na escola primária é para estudantes da primeira e segunda séries. Realmente não havia nenhuma consideração para professores contratados como nós na tomada de decisão do governo, cujo sustento depende muito das aulas que estão prestes a se encerrar “, disse Kim.

Outro professor, de sobrenome Jung, que leciona para alunos da primeira, terceira e sexta séries da escola primária em Jinju, a cerca de 434 quilômetros ao sul de Seul, disse que suas aulas são apenas um dos dois cursos de inglês disponíveis fora da escola na área do subúrbio. “Há apenas um instituto de inglês privado perto da nossa escola e certamente não é suficiente para acomodar todos os alunos da primeira e segunda série, mesmo que seus pais desejem enviar seus filhos para lá”, disse Jung.

Os professores do sindicato planejam organizar uma manifestação na frente dos escritórios locais de educação para protestar contra o encerramento iminente. Em separado, uma petição online no site da Cheong Wa Dae (sede do governo coreano) que protesta contra a proibição, reuniu mais de 18.000 assinaturas até agora.

Cerca de 240.000 estudantes da primeira e segunda séries em mais de 4.800 escolas primárias em todo o país recebem educação de inglês através dos programas pós-escola“, descreve a petição, alegando que os programas deveriam continuar.

Um funcionário do Ministério da Educação disse ao The Korean Herald que o desligamento ocorrerá conforme planejado em março próximo.


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.




DEIXE UM COMENTÁRIO