Compartilhe

Olá leitores do KP, tudo bom com todos?

Na dica hoje, trago mais livro, que conta a historia de Eleanor e Park – ela um menina dinamarquesa e ele um menino com mãe coreano e pai irlandês, uma mistura bem interessante, apesar do romance não focar tanto nesse aspecto cultural.

Eu sei que pode parecer estranho, mas sabe quando você se apaixona por personagens de livros e simplesmente não consegue tira-los da cabeça? E fica com um sorriso bobo no rosto toda vez que tem uma parte fofa, tipo muito F-O-F-A? Essa foi à sensação que tive durante todo o processo de leitura entre uma quinta e sexta-feira.

Eleanor & Park é da escritora Rainbow Rowell, e foi publicado em 2013 pela Editora Novo Século. Ele conta a loucura do primeiro relacionamento desses dois adolescentes, descobrindo aos poucos o que é o amor e todas as consequências que ele trás – a doçura daquela primeira vez que seguram as mãos um do outro ou de como podem ter tantas coisas em comum e ao mesmo tempo serem tão diferentes, principalmente suas famílias.

Eleanor, a esquisita

Eleanor é nova na escola e no bairro, por ter uma família bem complicada. Acho que complicada é uma palavra bem leve pra situação que essa menina vive. Este é um dos motivos do porque ela se veste de uma forma medonha, é ruiva e com alguns quilos a mais que a maioria da garotada. Isso faz com que as outras crianças se achem no direito de fazer bulliying com ela. Já no primeiro dia de aula, ela sofre diversas situações desagradáveis, no entanto, ela sempre tenta seguir com a cabeça erguida, com um sarcasmo bem afiado.

O que mais gosto nela é a forma inteligente com que se porta.

Park, o mestiço

Park é o garoto que é meio tímido mas como conhece a garotada desde criança, não é atormentado pelos “valentões” da escola. Filho de mãe coreana e pai irlandês, tem uma criação mais descontraída, mas as questões culturais são um pouco confusas pra ele, já que às vezes ele não sabe exatamente quem é.

Mas a questão é que ele não fala muito sobre essa parte da sua vida, até por que, a mãe não gosta de falar sobre como foi sua vida na Coreia, mas nos dá a entender que não foi nada fácil.

Fan Art por Candy8496
Fan Art por Candy8496

O Romance

Eu queria muito falar sobre esse tópico, pois como toda história de amor seja de livros, de filmes, ou mesmo em doramas, ela sempre começa de uma forma inusitada, e isso não foi diferente com nossos protagonistas. Nas primeiras semanas de aula eles não se falavam, nem sequer um “oi”, mesmo os dois sentando lado a lado todo dia. Mas em certo momento, Park começou a percebeu que Eleanor lia os gibis que ele trazia para se distrair da algazarra do ônibus, então ele teve a coragem de depois de tantos episódios nessa situação, de levar 5 gibis pra ela ler.

Preciso confessar que foi a coisa mais fofa do mundo esse começo de “amizade” silenciosa deles, e aos poucos um foi conhecendo o outro, descobrindo suas dificuldades e a refrescante doçura do primeiro amor.

Considerações Finais

Sabem o que é ler o livro várias vezes? Passar marca-texto nas partes mais tocantes e apaixonantes? Ficar imaginando cada nuance das expressões deles? De fato amei esse livro e todas as sensações bobas que ele me fez sentir!

E foi assim… Mas por hoje é só pessoal, até a próxima!


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.




DEIXE UM COMENTÁRIO