Compartilhe

Nos últimos dois anos, a Korea International Cooperation investiu US$ 5 milhões em Moçambique, em uma tentativa de sanar as constantes inundações e secas que atormentam o país localizado na África Oriental.

A agência anteriormente conhecida como  Korea Overseas Development Corporation, revelou que o escritório de Moçambique realizou uma reunião para o “desenvolvimento do plano diretor de gestão de recursos hídricos em Moçambique” na capital Maputo, no dia de 31 de outubro.

Antes de juntar se com a KOICA, Moçambique nunca havia realizado um planejamento para regulamentar a gestão de seus recursos hídricos.

O ministro das obras públicas e habitação, Carlos Martino, disse: “Até agora, Moçambique enfrentou muitos problemas na gestão de seus recursos hídricos, por causa de inundações e secas, mas agora estou feliz em dizer que graças a KOICA, estamos mais perto de uma solução“.

코이카-모잠비크-연합뉴스-1

A KOICA mencionou ter apresentado duas formas de melhorias ao governo de Moçambique  em sua ultima reunião.

O envolvimento do governo sul-coreano com esta causa teve inicio em 2013, quando Moçambique fez um pedido de assistência onde a KOICA realizou inspeções nos 35 rios presentes por todo o país. Os dados coletados nesses exames foram utilizados para a formulação de estratégias especificas para cada uma das regiões e além destes também foram fornecidos equipamentos e programas de treinamento em Moçambique e Coreia do Sul.

O plano diretor finalizado prevê que serão construídos 39 barragens polivalentes e nove diques até 2040 para que sejam evitados problemas futuros decorrentes da escassez de água ou inundações.


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.




DEIXE UM COMENTÁRIO