Compartilhe

Em uma pequena península de pouco mais de 100.000 km², a grande quantidade de linhas de trem tornam as viagens de avião, dentro do país, gastos e aborrecimentos desnecessários.

Desde 2005, as ferrovias da Coreia eram dominadas pela Korail, que operou sem concorrência até o momento. Entretanto, a partir de 2017, os viajantes ganharão mais uma opção para suas rotas, a SRT. “Finalmente, os clientes poderão escolher o trem em que querem viajar”, diz o CEO da SR, Kim Bok-Hwan.

Entretanto, a nova empresa não oferece apenas uma alternativa ao serviço. O SRT (sigla para trem super rápido, em inglês) possui preços mais acessíveis e um tempo menor de viagem, utilizando o túnel Yulhyun (o terceiro túnel mais longo do mundo, com mais de 50Km de extensão). Por exemplo, na viagem de Seul para Busan com duas paradas no caminho, o SRT leva duas horas e nove minutos.

SRT visto de fora. Foto: SR/Korea Herald
SRT visto de fora. Foto: SR/Korea Herald

Apesar de não ter tantos destinos disponíveis ainda, a SR tem planos de operar trens até os locais mais populares do país, incluindo Seul, Busan, Daegu, Daejeon e Gwangju. E também fazendo paradas em Yongin, Dongtan e na estação de Jije, em Pyeongtaek.

A estação do SRT em Seul é a Suseo, localizada no Gangnam, bem menor e com menos movimento que a enorme Estação Central, portanto mais confortável de se andar.

SRT visto de dentro. Foto: SR/Korea Herald
SRT visto de dentro. Foto: SR/Korea Herald

Os trens super rápidos contém em suas cabines um espaço amplo para as pernas e tomadas para laptops e carregadores de celular.

Pode-se chegar até a estação do SRT de Suseo através da Linha 3 do metrô, e da Linha Bundang. Para mais informações, entre no site da SR.


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.




DEIXE UM COMENTÁRIO