A última postagem, “A História da Beleza na Coreia do Sul – Parte 1” focou no grande interesse do povo de Silla pela beleza e aparência pessoal. Hoje, nós examinaremos a mudança na estética e no status social das mulheres durante a Dinastia Goryeo (918 – 1392).

Durante o período dos Três Reinos (57 aC – 668 dC), a beleza de uma mulher era geralmente definida por sua sensualidade, pois se acreditava que sinalizava fertilidade como a da Mãe Terra. No entanto, na Dinastia Goryeo, os padrões de beleza giravam cada vez mais em torno da elegância.

Conforme os princípios da beleza mudaram, naturalmente, a maquiagem e os métodos de embelezamento também se transformaram. Naquela época, as mulheres de classe baixa que trabalhavam em lugares como tabernas usavam maquiagem pesada e bem colorida. Isso deu início a um estereótipo bastante discriminatório que incentivou o uso de maquiagens mais leves pelas mulheres da classe dominante.

A História Da Beleza Na Coreia Do Sul - Parte 2
Imagem: ilustração digital da artista @glimja_art (deviantart)

Essas mulheres se diferenciavam aplicando apenas finas camadas de maquiagem, o que levou o povo de Goryeo a dedicar um tempo excepcional ao cuidado da pele na admiração por uma tez clara.

Diz-se que as mulheres da classe alta usavam blushes suaves na cor pêssego e aplicavam apenas yeonji (연지; 臙脂), maquiagem vermelha feita de cártamo, nos lábios. No entanto, em ocasiões especiais, como casamentos, as noivas usavam yeonji em suas bochechas e testas também, e este último era chamado de gonji (곤지).

A História Da Beleza Na Coreia Do Sul - Parte 2
Imagem: enquanto que o yeonji era aplicado nas bochechas; o gonji era aplicado na testa pelas mulheres durante importantes cerimônias, como o casamento (asia society)

Com base em retratos formais, incluindo o de Lady Hayeon, obtemos mais informações sobre as tendências de beleza da Dinastia Goryeo. Esperava-se que as sobrancelhas de uma mulher fossem grossas e em forma de arco. Elas também eram desenhados para coincidir com o diâmetro dos olhos.

A mesma cor de yeonji usado nas bochechas, queixo e testa era usada para os lábios a fim de criar uma aparência coerente. Esse tipo de maquiagem também foi observado em retratos de falecidos, nos quais as pessoas geralmente eram desenhadas bem vestidas.

As mulheres da Dinastia Goryeo eram comparativamente mais independentes do que as da Dinastia Joseon (1392 – 1897). As mulheres mantinham seus sobrenomes, eram economicamente independentes, podiam ser donas de propriedade e todos os irmãos recebiam quantias iguais de herança.

Além disso, as mulheres eram autorizadas a se casar novamente quando seus maridos faleciam. As mulheres eram confiadas aos cuidados de seus pais idosos, como tal, os homens muitas vezes se mudavam para as casas de suas esposas, sinalizando aspectos de uma sociedade matrilocal.

A História Da Beleza Na Coreia Do Sul - Parte 2
Imagem: asia society

As crianças também compartilhavam responsabilidades iguais para os rituais após a morte dos pais. Embora as mulheres tenham sido excluídas dos negócios ou funções governamentais, dentro da família, as mulheres de Goryeo foram registradas como membros ativos e independentes da família que tiveram suas vozes ouvidas.

Com o tempo, os padrões de beleza que as pessoas buscavam e o status das mulheres mudaram gradualmente. Uma crença comum que atravessou a Dinastia Silla afirmava que “dentro de um belo corpo repousava uma bela alma“.

Na Dinastia Goryeo, a elegância foi destacada como uma característica fundamental da beleza. Uma maquiagem mais leve foi usada e, de acordo com a tendência, mais tempo foi investido nas rotinas de cuidados da pele na esperança de obter um tom de pele mais claro.

Quando se trata dos direitos das mulheres, parece que a Dinastia Goryeo era mais aberta do que a Dinastia Joseon, esta última baseada no confucionismo. No lar, esposas e filhas, em grande medida, tinham o mesmo status que os homens. Muito desse progresso para mulheres e meninas foi perdido mais tarde na Dinastia Joseon, quando a nação promoveu o retrocesso das políticas liberais de Goryeo para restaurar a ordem confucionista.

Para uma análise mais matizada da estética e do status social das mulheres na Dinastia Joseon, fique ligado na Parte 3 da série “A História da Beleza na Coreia do Sul”.


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.