Desde a vitória de Parasita – 1° filme em língua estrangeira a receber o prêmio de melhor filme – no Oscar de 2020, que levou 4 estatuetas douradas, a atenção do público sobre o cinema coreano cresceu e os investimentos em produções cinematográficas também.

Minari, Um Filme Americano Sobre Uma Família Coreana
Elenco, da esquerda para a direita, steven yeun, alan s. Kim, youn yuh-jung, han ye-ri e noel cho.
(foto: cnn. )

Escrito e dirigido por Lee Isaac Chung, com Brad Pitt como produtor executivo e Steven Yeun (conhecido por Em Chamas) no elenco, Minari é um filme semi-biográfico sobre a vida e a família do diretor que nasceu no Colorado, EUA, que possui descendência coreana. O longa acompanha a família Yi, imigrantes coreanos tentando sobreviver e triunfar em Arkansas, na década de 1980.

O fato de Minari ser uma planta, só amplifica o significado e a mensagem do filme. O longa apresenta uma família coreana que está em busca do “Sonho Americano”, tentando sobreviver e triunfar. Além disso, parece fazer uma ligação entre as plantas e a família, assim como, uma planta nativa em um solo completamente diferente do qual ela “deveria” estar, possui uma dificuldade maior para germinar e florescer. A família Yi está tentando triunfar em uma terra “diferente”, sem muitos recursos, apenas buscando o melhor para si.

O filme apresenta diversos momentos de derrota e decepção, mas, mesmo passando por momentos pessimistas, o personagem de Steven Yeun, Jacob, tenta manter o otimismo e a esperança. Ele começa em um lugar novo, com apenas sua família, sua crença em alcançar o ‘Sonho Americano’, porém no decorrer da história, ele sente que pode perder a família.

Por morar na América, a família fala coreano, principalmente em casa, e inglês, com uma certa dificuldade. O filme possui uma mistura de ambas as línguas. Além disso, ao contrário de ‘Parasita’, o filme é Americano, foi concebido, produzido e filmado nos EUA. Com os anúncios dos indicados do Globo de Ouro de 2021, o filme gerou  controvérsias, pois foi indicado na categoria de melhor filme em língua estrangeira. Já houve polêmicas anteriores relacionadas à forma como a categorização dos prêmio é realizada.

Minari, Um Filme Americano Sobre Uma Família Coreana

Elenco, da esquerda para a direita, Steven Yeun, Alan S. Kim, e Noel Cho, Youn Yuh-jung, Han Ye-ri e Lee Isaac Chung (diretor).
(FOTO: SOOMPI)De acordo com as regras da Associação de Mídia estrangeira de Hollywood, que organiza o prêmio, torna-se inelegível para melhor filme, qualquer obra que tenha mais do que 50% de seus diálogos falados em qualquer idioma que não seja inglês. Isso gerou polêmica e sérias questões sobre o racismo em Hollywood.

Casos de hipocrisia e injustiça foram comparados, como ‘Bastardos Inglórios’ – filme americano falado em francês e alemão -, ‘Parasita’ e uma das maiores injustiças de 2019, A Despedida. O longa é escrito e dirigido por Lulu Wang – diretora chinesa criada nos EUA – só pôde concorrer na categoria de filme estrangeiro, porque grande parte do filme era em mandarim.

Com mais uma polêmica, se iniciou discussões sobre mudanças que devem ocorrer nas regras para categorização. Diversos atores e diretores comentaram sobre o caso. “Eu nunca vi um filme mais americano que ‘Minari‘”, disse Lulu Wang, em um Tweet.

O equivalente ao filme de ser mandado voltar para o seu país, quando esse país é, na verdade, a América”, disse Daniel Dae Kim, em um tweet em resposta ao artigo da Variety sobre o caso.

A autora de Pachinko, Min Jin Lee escreveu, “Minari é um filme americano sobre novos americanos. Todos na América, exceto os indígenas, vieram de outro lugar por escolha ou força. A língua inglesa não é uma língua indígena. Chega dessa bobagem de os ásio-americanos serem permanentemente estrangeiros. Chega.

O diretor, Lee Isaac Chung falou em entrevistas sobre uma segunda versão do roteiro, que seria em inglês. “Honestamente, era para o caso de eu não conseguir financiamento para um filme em coreano ambientado no Arkansas.“, disse Chung à BBC News.

Eu me sinto muito dividido com tudo o que aconteceu. São apenas as regras que eles têm nessa categoria. Essas conversas são boas. Estamos começando a ver que ser um americano, ser alguém neste país – a imagem disso é mais complexa do que podemos imaginar. E eu sinto que os filmes precisam refletir isso. Regras e instituições devem refletir isso. E é bom que possamos ter essa conversa.“, disse ele à CNN, sobre a indicação ao Globo de Ouro.

Minari, Um Filme Americano Sobre Uma Família Coreana
Foto: imdb

O filme foi indicado a mais de 150 prêmios, incluindo o SAG Awards 2021, Critics’ Choice Awards, Festival de Sundance e outros. Recebeu 65 prêmios, incluindo, o prêmio do Grande Júri e Público no Festival de Sundance 2020. Além disso, está cotado para o Oscar 2021.

Mesmo não concorrendo dentre outras grandes categorias do Globo de Ouro, Minari recebeu o Globo de Ouro em 2021 na categoria melhor filme estrangeiro, em uma cerimônia virtual que aconetecu neste último domingo. 

Veja o trailer do filme:


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.