Olá queridos leitores e dorameiros do meu coração!

Mais um dia de recomendar um bom drama chegou mas eu confesso pra vocês que estou tendo problemas para escrever. Não que eu não esteja assistindo bons dramas, o que anda acontecendo é o contrário, os doramas estão bons demais e as mãos já não andam acompanhando o ritmo da mente esses dias. Kkk…

Sério mesmo, eu tenho problemas para fazer “pequenos” resumos, então estou tentando escrever com cuidado algumas recomendações de dramas que estão passando nesse momento, pois a cada episódio assistido, mais eu mergulho no drama e me apaixono ainda mais pelos personagens. Aí fica difícil escrever.

Mas para não deixá-los sem opção e para aqueles que não aguentam esperar episódios que faltam, vou recomendar um drama que assisti há pouco tempo atrás, mas que está completo para ser visualizado.

Mind 1

Então, a recomendação de hoje é: 뷰티풀 마인드 “A Beautiful Mind“ (Uma Mente Brilhante)

Esta série tem 14 episódios e é um drama meio thriller e médico. É um dorama que traz como tema “A importância e o valor dos sentimentos”. De onde vem e como surgem os sentimentos? Será que, o que realmente podemos sentir, vem da mente ou do coração?

E como o amor ou a falta dele pode transformar as nossas vidas. Foi isso o que consegui absorver deste lindo drama.

A história é sobre um neurocirurgião que tem uma personalidade única. Lee Young Oh (Jang Hyuk) é o melhor no que faz, porém, por causa de um acidente no seu lobo frontal, ainda em sua infância, ele não consegue sentir nenhuma simpatia pelas pessoas com quem viveu e nem agora em sua fase como médico.

Mind 4

Ele foi criado e treinado para ler as pessoas e aprender sobre os seus sentimentos, mas ainda assim não consegue lidar bem com seus pacientes e possui uma personalidade instável. Embora Young Oh tenha uma boa natureza e boa índole, seus colegas de trabalho o acham bastante arrogante e estranho.

Young Oh, mesmo com seus problemas, tenta provar para seu pai, que também é um excelente neurocirurgião, que pode viver uma vida aparentemente normal e de sucesso como médico.

Ele é noivo de uma inteligente médica, e tudo parece se encaminhar como planejado por ele. Mas, quando uma série de pacientes começam a morrer de forma estranha no hospital em que ele trabalha, médicos, pacientes e investigadores da polícia voltam suas atenções para Young Oh. Por ser o único que tem reações contraditórias de sentimentos diante dos acontecimentos, a investigação se torna intensa e agressiva para o lado dele e o segredo de Young Oh é revelado e tudo o que ele lutara para conseguir, parece estar prestes a acabar. Principalmente seu relacionamento com sua noiva e a confiança de seu pai.

Entretanto, diante das situações, da perseguição da policial e investigadora Gye-Sung Jin (Park So Dam), ele começa usar seus dons e talentos aprendidos para provar sua inocência e ajudar a procurar o verdadeiro culpado das mortes ocorridas.

Mind 3

Quanto mais Gye-Sung Jin conhece Young Oh, ela fica mais surpresa com as habilidades dele de conseguir ler os sentimentos e comportamentos de quem está ao seu redor. E mesmo sabendo que ele não pode sentir ou demonstrar qualquer tipo de sentimento, ela deseja mostrar a ele o poder do amor, da fé e da confiança das pessoas.

Ele a princípio não quer ter ela por perto, mas como eles terão de trabalhar juntos para encontrar o verdadeiro culpado das mortes e livrá-lo das acusações, ele concorda em deixa-la se aproximar, e conhecer mais à fundo a sua vida. É neste momento que ele começa a chamá-la de “radar”. Kkk – Quem assistir vai saber o porquê!

Mind 6

Ao passarem por vários momentos e situações juntos, Young Oh começa a sentir coisas que sua mente parece desconhecer. Mesmo sabendo que não seja possível ter, demonstrar e sentir afetos, algo começa a acontecer quando Gye-Sung Jin está por perto.

Será que Gye-Sung Jin ajudará Young Oh a abrir seu coração e aprender a amar? Será que ele pode sentir esse mágico e sublime sentimento, até mesmo quando sua mente o informa que isso não é possível?

Mind 5

Bom, o que posso adiantar deste drama, é que ele é muito bom. HaHa… E que muitas emoções vão rolar com esses dois e que, se eu fosse você assistiria tudo para saber o final dessa história.

E para finalizar, lembrei de uma frase que ouvi esses dias em um programa de TV, onde o cara falava: “Diagnóstico não é destino”. #FicaaDiCa =^,^=

Embora a mente tenha um grande poder sobre nós, existem sentimentos que nos levam além. O amor, a fé e a felicidade, não é algo inventado, mas podemos recebê-los de algo ou de alguém.

É um dom, um presente e uma bênção que vem de formas impensadas, muitas vezes ocultas e que nos faz muito bem. Estas aqui são minhas palavras mesmo, e as compartilho com vocês para que possam refletir.

Então, não deixem de assistir este dorama!! Um beijo para todos e até a próxima recomendação!


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.
ARTIGO ANTERIORAge of Shadows, um filme obscuramente agitado
PRÓXIMO ARTIGOOs últimos dias de Coreia…
Juliana Cruz
Cearense, nasceu e ainda mora em Fortaleza. Adora ler, escrever, desenhar e estudar. Sua paixão pela Coreia começou ao assistir o primeiro kDrama, e desde então, tem mergulhado de cabeça nos Doramas, na cultura coreana e na aprendizagem do idioma. Sonha em ir à Coreia, sentir o frio do inverno e ver ao vivo as belas flores da primavera. É uma pessoa sensível, criativa, observadora, meio tímida mas se considera comunicativa também. Cristã desde o nascimento, preza muito por bons princípios quando se trata de família, amizades e fazer o bem ao próximo. Ama fazer novas amizades e disseminar a cultura coreana com todos a sua volta. Trabalha em uma empresa de tecnologia, e é voluntária em um projeto social no bairro que reside.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.