My Mister | Hangul: 나의 아저씨 | Ano: 2018 | Gênero: Drama | Episódios: 16 | Duração: 85 minutos | Distribuição: TVN, Netflix e VIKI | Classificação: 16

O primeiro K-drama a gente nunca esquece, não é mesmo? “My Mister” foi a minha porta de entrada para esse mundo maravilhoso das séries coreanas. É ainda o meu K-drama favorito, mesmo depois de ter visto dezenas de outros bons trabalhos da TV da Coreia do Sul.

E o que nos traz essa história contada em 16 longos episódios muito bem desenvolvidos?

Os protagonistas são Park Dong-hoon e Lee Ji-an. Interpretados de forma magistral pelo ator Lee Sun-kyun (do filme “Parasita”) e pela cantora e atriz IU (do K-drama “Moon Lovers: Scarlet Heart Ryeo”), respectivamente.

My Mister [Drama]
Os protagonistas de “My Mister”. Foto: TVN

Park Dong-hoon é um homem de 40 e poucos anos, é engenheiro civil e trabalha como gerente em uma construtora. Ele é casado com Kang Yoon-hee (Lee Ji-ah) que ele conheceu na faculdade.

Lee Ji-an é uma jovem na faixa dos 20 anos. Mora em péssimas condições com a sua avó que é surda e está com a saúde muito debilitada.

Embora Lee Ji-an faça parte da equipe de trabalho de Park Dong-hoon, eles não têm muito contato. Isso muda a partir do momento em que Park Dong-hoon se vê no centro de uma guerra pelo poder dentro da empresa. Ele recebe um envelope contendo propina que se destinava a alguém com um nome muito similar ao seu.

Bom, se Park Dong-hoon se envolve nessa enrascada de forma totalmente inocente, o mesmo não pode ser dito de Lee Ji-an. Ela sabia bem onde estava se metendo quando decidiu entrar nesse problema também. E é no meio desse imbróglio todo que se dá a aproximação dos protagonistas.

É também nesse momento que conhecemos Do Jun-yeong (interpretado por Kim Young-min, de “Pousando no Amor”), um dos integrantes da diretoria da construtora. Do Jun-yeong e Park Dong-hoon estudaram na mesma faculdade. Mas o relacionamento entre os dois é como se fosse de estranhos, formal, com Park Dong-hoon prestando toda reverência àquele que já fora seu calouro na faculdade. O que é motivo de certa zombaria por parte dos demais funcionários.

My Mister [Drama]
Cena de “My Mister” estrelado por Kim Young-Min. Foto: TV Report

Isso porque na Coreia do Sul o respeito pelos mais velhos (ainda que seja só um ano mais velho) é muito importante. É ao saber a idade de alguém que você vai saber como se referir à pessoa e se deverá usar a linguagem mais formal.

No caso da relação de Park Dong-hoon e Do Jun-yeong, a situação se inverteu. Devido à hierarquia da empresa, o mais velho tem maior respeito pelo mais novo.

Se ter que se curvar (literalmente) para Do Jun-yeong fosse o único problema que Park Dong-hoon fosse ter com ele durante o drama, seria tranquilo. Uma vez que Park Dong-hoon se mostra uma pessoa desprovida dessas vaidades coorporativas. Mas os conflitos entre os dois vão extrapolar e muito o campo profissional. A vida do nosso protagonista vai ficar bem difícil.

Mas vida difícil mesmo quem leva é Lee Ji-an. Durante meio período ela trabalha na construtora e depois ainda trabalha em restaurantes. Da construtora ela leva os sachês de café com leite em pó. Dos restaurantes ela leva restos de alimentos. E assim, tem o que comer em casa. Sua situação financeira se mostra ainda mais problemática quando sabemos que ela tem dívidas com Lee Ki Yong (Jang ki-yoong, de “Kill it”), um agiota covarde que a espanca, a ameaça e a persegue.

Um aspecto a ser destacado sobre Lee Ji-an é como ela é uma neta amorosa. Em uma cena, não mede esforços para levar a avó a um ponto do bairro onde elas possam admirar a Lua cheia. Por outro lado, também vemos ela tendo atitudes que são, no mínimo, questionáveis. Pouco a pouco, o drama vai nos mostrando se ela vai se inclinar para o lado do bem ou para o lado do mal.

My Mister [Drama]
Cena de “My Mister” estrelado por Lee Sun-kyun. Foto: Netflix

Park Dong-hoon é um homem bom. Ponto. Tem todas as qualidades de um homem virtuoso. É honesto, trabalhador, leal… No caso dele, o drama mostra como ele vai enfrentar as dificuldades apresentadas em sua vida profissional e em seu casamento. Veremos quão resiliente ele vai ser quando as circunstâncias se mostrarem adversas. Saberemos quão fiel aos seus princípios ele será quando a vida se mostrar generosa.

As atitudes dele serão acompanhadas por Lee Ji-an de perto, de muito perto, vocês não podem imaginar o quanto! Nem Park Dong-hoon fará ideia do quão próxima Lee Ji-an está dele e de como seus atos influenciarão a vida dela. Na verdade, ambos serão importantes um para o outro durante a série.

My Mister [Drama]
Cena de “My Mister” estrelado por IU. Foto: Nextdaily

Fazendo aqui uma analogia ao trabalho de Park Dong-hoon, podemos dizer que Lee Ji-an ainda está em construção e durante a série vamos acompanhar sua evolução. Quanto a ele, trata-se de uma edificação pronta, que agora tenta a todo custo não ruir diante dos golpes que leva.

Esse drama trabalha com muitas sutilezas, por isso é importante apreciá-lo com calma. Em determinada cena, os irmãos de Park Dong-hoon reclamam que ele é uma pessoa muito fechada. E nós, telespectadores, compartilhamos dessa mesma sensação dos irmãos, pois não temos acesso aos pensamentos de Park Dong-hoon, o que nos deixa com algumas dúvidas.

My Mister [Drama]
Parte do elenco de “My Mister” durante coletiva de imprensa. Foto: Dailian

Um ponto que o drama toca sutilmente é sobre a questão de vidas passadas. Lee Ji-an, por exemplo, acha que já reencarnou tantas vezes que acredita ter 3.000 anos de idade. Para mim, o tema da reencarnação, embora seja tratado de maneira discreta, explica muita coisa. Às vezes gosto de pensar que Park Dong-hoon e Lee Ji-an já se encontraram em outras vidas.

Estou me encaminhando para o final do texto e nem falei sobre os personagens coadjuvantes que também são maravilhosos. Vários deles compondo um panorama de frustações bem realista. Seus desabafos regados a muito soju nos fazem refletir sobre abandonos, solidão, desemprego… Sentimos como se estivéssemos com os personagens lá no bar da Jeong-hui.

Enfim, eu teria muito mais para falar sobre “My Mister” que é sensacional, mas vou encerrando por aqui. E se você ainda não assistiu, saiba que eu te invejo, você ainda vai poder sentir todas as emoções que só um K-drama dos bons como esse pode nos proporcionar quando o assistimos pela primeira vez.

Até a próxima!

Disclaimer

As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.