Olá queridos dorameiros! Chamem os homens da casa, que hoje o texto vai agradá-los também!!

Eu adoro quando a coluna de doramas fofinhos me dá um espaço para que eu possa falar dos meus dramas policiais ou políticos. Eu comecei neste texto aqui, falando dos primeiros que assisti, dentro deste gênero, mas hoje vou falar de outros dois que amei e que são de outro gênero que eu também adoro – viagem no tempo, ou sobreposição de tempo, como queiram descrever.

Foto: Soompi

Túnel | 터널 | Ano: 2017 | Episódios: 16 | Emissora: OCN | Netflix

Foi com este drama que eu comecei à apreciar o talento do ator Choi Jin-Hyuk que agora está fazendo um novo drama chamado Rugal, que eu também estou assistindo (na Netflix)  e quando acabar eu posso até escrever sobre ele também! Os papeis nos dois dramas são igualmente bons, mas ele como o detetive Park Gwang-Ho, em Túnel, arrebatou meu coração. É minha gente, drama policial também tem romance, mesmo não sendo o plot principal.

A sinopse oficial e bem resumida, é a seguinte: Em 1986, o detetive Park Gwang-Ho (Choi Jin-Hyuk) tenta desesperadamente pegar um serial killer. Durante uma perseguição ele atravessa um túnel. Do outro lado do túnel, o detetive Park Gwang-Ho se encontra no ano de 2016. Descobrindo que o serial killer retomou os assassinatos que começaram há 30 anos, ele se junta ao detetive Kim Sun-Jae (Yoon Hyun-Min) e a psicóloga forense Shin Jae-Yi (Lee Yoo-Young) para capturar o assassino.

Mas, podem crer, que o enredo vai muito além disso. Há vários personagens e estórias secundárias (que ao fim estão todas interligadas) que dão muito peso à trama e acompanhar o desespero do Park Gwang-Ho lembrando das pessoas que deixou em 1986 (e querendo desesperadamente voltar) é de cortar o coração.

Dêem uma chance a esta estória de ação que porém contém muita emoção também (e sim, dá pra chorar, aqui e ali). Ah e um detalhe aí para as capopeiras… Tem participação especial do N, do grupo Vixx.

Foto: Drama Milk

Signal | 시그널 | Ano: 2016 | Episódios: 16 | Emissora: tvN | Netflix

Signal é anterior à Túnel, mas eu só descobri depois. O enredo principal é o seguinte: Um walkie-talkie misterioso permite que um detetive nos anos 2000 se comunique com um investigador em 2015. Através do seu contato mútuo, os dois não apenas resolvem crimes, mas impedem-nos de acontecer, modificando os acontecimentos do futuro. No entanto, um caso de assassinato de longa data, fica mais próximo do que eles pensam, enquanto um esquema de corrupção vem à tona.

O fofinho Lee Je-hoon é um dos protagonistas, Park Hae-young, o detetive de 2015 que na verdade é especialista em moldar os perfis dos assassinos mediante os detalhes dos crimes. Cho Jin-woong é Lee Jae-han um policial dos anos 90 que começa a se comunicar com Park Hae-young pelo walk talkie. Na verdade, a história dos dois está mais entrelaçada do que eles imaginam… E ainda tem Kim Hye-soo, uma atriz que está sendo considerada uma das melhores da Coreia atualmente, como Cha Soo-hyun, a investigadora chefe do setor de crimes arquivados (grupo formado após a delegacia não botar fé no trabalho de alguns de seus policiais).

Gente, esta história é muito envolvente… Um dia quando vi, já eram 4 da manhã e eu tinha que levantar às 7 para trabalhar… Vale apostar nele, mesmo!

Eu acredito que Signal terá uma segunda temporada pois ficaram vários fios soltos que apesar de não atrapalharem a condução na trama, são suficientes para nos deixar com vontade de quero mais!

Então, se alguém aí decidiu se aventurar nestes doramas menos açucarados, me contem aqui nos comentários hein??

Valeu, até a próxima!!


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.