Antes de iniciar nossa coluna, apresento a vocês no Youtube um canal chamado Korea Film. Este canal pertence ao Korea Film Archive da Coreia do Sul. O Korea Film Archive é uma filmoteca, que guarda não somente obras do cinema coreano como também todo um acervo documental relacionado a história do cinema coreano. Eles disponibilizam filmes mais antigos no canal do youtube e a maioria contem legendas em inglês. É incrível saber que podemos contar com essa disponibilidade para todos que queiram mais cinema coreano. Dito isto, deixo aqui o link do filme que analisaremos nessa matéria: 오발탄 – Aimless Bullet, 1961. Via: Korea Film

Sinopse e Análise

Aimless Bullet é um filme de 1961, dirigido por Yu Hyun Mok e seu estilo de produção pode ser comparável ao estilo neorrealista italiano. O foco neste filme é a pobreza, opressão,  maus tratos e injustiças comuns em um cenário pós guerra na Coreia, além de ilustrar um momento em que a politica ditatorial abria mais espaço para intervenções internacionais acontecerem.

Com memorias recentes da guerra, e como alguns dos personagens sendo veteranos, a guerra é verdadeiramente o pano de fundo contra o qual Yu cria as imagens de decepção e luta. Os personagens principais da história são dois irmãos que buscam a prosperidade e felicidade, mas as circunstâncias reais, conspiram contra eles.  Chul-Ho, obediente e conservador, apenas trabalha muito esperando o dia que algo de bom irá acontecer, enquanto sofre de dor de dente constante por todo o filme, adiando a ida ao dentista com a esperança de acumular dinheiro a fim de comprar presentes e comida para família.

4

Enquanto isso, seu irmão Young-Ho perambula pela vida inconsequente, com orgulho, não desejando transformar suas experiências de guerra em mercadoria para um estúdio de cinema.

5
Outros membros da família também aparecem. Sua mãe, envelhecida e esclerosada, vive gritando “Vamos!” (가자!)* em praticamente todas as cenas que aparece. Sua esposa, já no fim da gravidez também é parte presente da história, sempre se mostrando encorajadora, mesmo preocupada com as contas a pagar.

1

A irmã mais nova de Chul-Ho e Young-Ho, a jovem Myong-Suk, acaba se tornando prostituta para os soldados americanos que ocupavam as bases militares espalhadas por toda a Coreia do Sul. O ultimo personagem da trama é o também veterano de guerra, Kyong Sik, que por causa de um acidente de guerra, anda de muletas. Kyong-Sik e  Myong-Suk mantém um relacionamento, até o soldado descobrir a profissão da namorada.

2

O filme aborda uma série de temas, embora um dos mais notáveis seja o tratamento dado à masculinidade coreana. Contraposta a seus irmãos e namorado, Myong-Suk é a personagem mais “bem-sucedida” do filme, mesmo que seu dinheiro seja obtido através da prostituição. Os personagens masculinos são todos fracos, com Chul-Ho cansado de trabalhar dentro do sistema sem resultados, Yong-Ho cansado de lutar contra ele, desejando ser bem sucedido por meios escusos e Kyong-Sik, emocionalmente abatido e deficiente. Enquanto soldados americanos ocupam suas terras para proteção, muitos homens coreanos, especialmente ex-soldados como Kyong-Sik ou Yong-Ho, sentem-se debilitados e incompetentes.

Aimless Bullet’ é sem duvida, um filme ousado, que descreve a vida cotidiana coreana após a guerra com um olhar exigente e empático. Mesmo com o vagaroso desenrolar do filme, acontecem pequenas reviravoltas repentinas. Mesmo sendo previsíveis ao espectador, a curiosidade nos leva a ir até o fim. Passamos a torcer pelo sucesso na vida de Chul-Ho e sua família, mesmo que ele esteja cada vez mais depreciado e sem esperança. Porém, mesmo em seu mais heroico momento, os personagens são impotentes e não alcançam o sucesso na vida. Rodeados por estrangeiros e suas influencias, eles devem se adaptar da mesma forma que Myong Suk o faz, mesmo compromentendo a moral e os valores tradicionais.

Apesar de ser um filme antigo, e por vezes sem muita ação, Aimless Bullet é considerado uma das obras principais na história do cinema coreano. A vida de Chul-Ho e Yong Ho, e dos outros personagens que lutam valentemente contra as dificuldades e desesperança é uma história forte, que carrega os elementos mais verdadeiros da característica do cinema coreano, que é justamente a capacidade de espelhar com veemência a realidade nua e crua da sociedade coreana. Como esperado de um dos melhores diretores da Coreia, o filme transcende gerações, levando com uma narrativa simples, a problemática social em que se encontrava a Coreia do Sul nos anos 1960.

 Elementos Gerais Vistos no Filme

Poster original - Aimeless Bullet
Poster original – Aimeless Bullet

A devastação pós-guerra, o trabalho sofrido sem resultados e a dificuldade de manter uma família, o orgulho e os corpos feridos de ex-soldados, abandonados pelo governo sem nenhum auxílio para refazer a vida após a luta pelo país, são alguns dos temas abordados, além do desemprego evidente, e os meios imorais de sobrevivência adotados pelas mulheres, que desde tempos de guerra, foram obrigadas a prostituirem-se para sobreviver.

Fica evidente também a fragilidade familiar que muito pouco se envolve em momentos de amor e carinho na narração, pois a preocupação pelo dia de amanhã é mais forte. A já fortalecida cultura de trabalhar muito pela esperança de um futuro garantido se mostra na pele de Chul-ho, abatido e sem forças para mudar sequer a situação de sua dor de dente.

O elemento dos gritos de ‘Vamos‘ cria um escape ilusório da realidade. Vamos. Vamos para outro lugar, o desejo de escapar da pobreza, do trabalho sem resultados e do esquecimento politico em relação a sua camada mais necessitada. Mas como escapar de uma realidade quando se é responsável por toda sua família?  Pensar nisso deixa o já exausto Chul-Ho perturbado.

A Importância do Filme

Sempre admirável, o cinema coreano em seus primórdios, mostra a tentativa de reestruturação em sintonia com as novas políticas e investimentos adotados a fim de construir a Coreia do Sul após a guerra e a divisão nacional. Aimeless Bullet traz de maneira simples, mas intensa, na jogada de cenas e diálogos informais, o propósito da crítica social e disposição de sentimentos particulares do diretor e produtor, levando o público a se identificar, gerando um julgamento social e politico geral. Prova disto é que Aimeless Bullet foi muito bem recebido pelo público e até hoje marca a história do cinema coreano como um dos mais prestigiados filmes existentes.

*Uma curiosidade é que o repetido grito de ‘Vamos’ da mãe de Chul-Ho, naquela época, em uma politica ditatorial, foi acusado por críticos, como sendo um chamado para o norte, que violava as leias anticomunistas.


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.



DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.