Oi gente! 😀

Hoje é dia de KP Travel! Dia de conhecer mais um destino turístico sul-coreano!

Depois da gente conhecer dois pedacinhos da França e da Suíça na última KP Travel, hoje nós vamos para a ‘english city’ da Coreia do Sul: Incheon!

Incheon, ou oficialmente: Cidade Metropolitana de Incheon, foi território ocupado desde a época do período neolítico. Mas, o primeiro registro histórico da área vem do ano 435, época que o Rei Jangsu de Goguryeo era o mandatário por lá.

Rei Jangsu/ Foto: Rigvedawiki.net
Rei jangsu/ foto: rigvedawiki. Net

Olha, mais uma vez aquela questão da mudança de nome vem aí: durante o reinado de Jangsu de Goguryeo, a cidade era chamada de Michuol. O nome continuou mudando nas sucessivas dinastias e reinos: na era de Goryeo era chamada de Gyeongwon ou Inju, e tinha o nome de Jinseng durante a ocupação japonesa. Finalmente, em 1413, veio o nome Incheon que em tradução literal significa ‘rio gentil’. Antes da adoção do novo sistema de romanização da língua coreana em 2000, a cidade era conhecida pelo nome de ‘Inchon’.

A cidade que está localizada no noroeste da Coreia do Sul era apenas uma pequena cidade de 4,700 habitantes quando tornou-se ponto internacional lá em 1883. Hoje, ela é a terceira cidade mais populosa da Coreia, três milhões de pessoas vivem em Incheon. Também é a quarta região metropolitana mais populosa do mundo.

Incheon presenciou fatos históricos e lamentáveis como a ocupação da cidade por tropas norte-coreanas na Guerra da Coreia, foi palco da Batalha de Inchon, quando as tropas americanas chegaram para uma ofensiva. Incheon ainda foi palco de outra batalha de guerra: a Batalha da Baía de Chemulpo, que deu início a guerra Russo-Japonesa.

31ª Divisão De Infantaria Do Exército Americano Na Chegada A Incheon .
31ª divisão de infantaria do exército americano na chegada a incheon. /foto: us army via wikipédia

O desenvolvimento da cidade foi assegurado pela existência do porto e das vantagens naturais como ser uma cidade costeira e pela proximidade com a capital Seul. A cidade é uma das grandes responsáveis por alavancar o crescimento econômico da Coreia, tornando-a um dos centros de industrialização mundiais.

Incheon foi designada como primeira zona econômica livre da Coreia em 2003. Desde então, as grandes empresas coreanas e mundiais concentraram seus investimentos nessa região.

Por ser uma cidade moderna e atrativa, Incheon costuma sediar eventos internacionais (mas aqui ainda não é o ponto da coisa do ‘english city’ tá? Explico já já!) importantes. Em 2009 foi a Global Fair & Festival, em 2010 o G20 e em 2011 a terceira Global Model United Nations Conference, em 2014 os Jogos Asiáticos, e ainda a Women Artists Biennale nos anos de 2004, 2007, 2009 e 2011.

Agora, vamos explicar o ‘english city’ do título alí. Em 2007 a cidade declarou que era uma ‘english city’ e inaugurou o Incheon Free English Zone’. Vocês devem estar se perguntando: sim, mas o que é? O objetivo é que a cidade fosse proficiente na língua inglesa. Mais ou menos como Singapura, onde praticamente mais da metade da população fala inglês. Isso tudo para se estabelecer como um ponto de concentração de negócios da Ásia.

Depois dessa longa aula de história, economia e demais informações gerais, vamos para a parte que mais interessa: os lugares que a colunista iria em Incheon!

Incheon Grand Park:

Incheon Grand Park / Foto: Korea Tourism Organization
Incheon grand park / foto: korea tourism organization

É a maior área verde da cidade e também é o maior dos parques desse tipo na cidade. O Incheon Grand Park ocupa uma área de aproximadamente 727 hectares. Ao redor, para embelezar mais ainda o lugar: o parque está próximo a duas montanhas: Gwanmosan e Sangassan. Por lá ainda há um jardim botânico, vários lagos e um zoológico para crianças.

Spasis

Sauna Do Spasis / Foto: Jay'S Fun Incheon South Korea
Sauna do spasis jimjilbang / foto: jay’s fun incheon south korea

Sou dorameira assumida, disso muitos que acompanham a coluna já sabem. (Risos) Então, sabe aquelas casas de banho/saunas que a gente vê nos dramas? Pronto! Morro de vontade de entrar em uma pela curiosidade e pela experiência. Parece que em Incheon eu iria encontrar a oportunidade perfeita! A Spasis é a maior jimjilbang (é uma espécie de spa/sauna enorme), lá tem piscina, cinema, restaurantes e a sauna para tomar aquele banho quentinho como nos dramas, depois de andar pela cidade.

Praia Eurwangni

Praia Eurwangni / Foto: Korea Tourism Organization
Praia eurwangni / foto: korea tourism organization

Ir numa cidade costeira/portuária e dão dar um pulinho na praia? É quase que não ir! Para aqueles que amam pegar um sol, a Praia Euwangni é o lugaaaar! Fica pertinho do Aeroporto de Incheon, e é perfeita pelos seguintes motivos: 1. é um local de observação astronômica, então o céu no finalzinho da tarde e a noite deve ser um espetáculo não é? 2. o mar é geralmente calmo e um pouco mais raso o que não é tão preocupante para as pessoas que tem filhos ou assim como eu são meio ‘meu Deus tenho medo de mar agitado’.

Mercado Internacional Sinpo

Sinpo International Market / Foto: Korea Tourism Organization
Sinpo international market / foto: korea tourism organization

Essa Incheon gosta de internacionalização viu? <3

O Mercado Internacional Sinpo, existe desde o século 19, quando ainda era uma região portuária onde muitos estrangeiros negociavam suas mercadorias. O mercado foi crescendo e se estabelecendo gradativamente até ser registrado oficialmente em 1970 e  ocupar o lugar onde está hoje. É um dos paraísos da comida de rua de Incheon.

Chinatown de Incheon

Incheon Chinatown/ Foto: Visit Korea
Incheon chinatown/ foto: korea tourism organization

Já falei dela aqui no ano passado, quando listei as Chinatowns Coreanas!

Se tem uma Chinatown na cidade, com certeza tem lugar cativo na lista de pontos turísticos para visitar! Amo China (As duas, a República Popular da China e a República da China, mais conhecida por Taiwan), e amo Coreia do Sul. Então imagina as duas coisas juntas? Uma maravilha! *-*

A Chinatown de Incheon é dita como a única Chinatown oficial na Coreia do Sul. Ela surgiu quando os Chineses começaram a vir para o porto fazer comércio depois que o tratado China-Coreia foi estabelecido em 1882 e com a criação da Sociedade Chinesa de Incheon, que hoje é a Chinatown de Incheon.

Ficaram com vontade de ir? Depois de uma lista dessa, quem não fica não é? Incheon é um dos destinos mais procurados pela variedade de atrações, além de ser um destino consideravelmente seguro para viajantes.

Agora, nossas informações beeem úteis:

1330 – O famoso ‘Atendimento ao Turista’ que a gente já conhece! (Disponível em inglês, de qualquer telefone)

Visit Korea (aqui)

Sinpo Intenational Market (aqui)

Incheon Official Site (aqui)

Todos os sites disponíveis em Inglês.

Então, fico por aqui e espero vocês para acompanhar o próximo destino da KP Travel! Annyeong! o/


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.