Foto: K2.

A preocupação com o meio ambiente e o crescente interesse por produtos sustentáveis ganha força na indústria de moda sul-coreana.

O material usado nas roupas é um fator decisivo no momento de compra para os consumidores preocupados com os princípios éticos e responsáveis das marcas, aumentando a demanda por produtos eco-friendly.

Devido a esta mudança de comportamento, as empresas estão adaptando-se às expectativas do público, criando novas roupas e acessórios sustentáveis.

 

Grandes marcas lançaram uma série de campanhas de marketing, incorporando os problemas ambientais e linhas especiais focadas na sustentabilidade, utilizando produtos naturais ou reciclados como matéria-prima.

Foto: K2
Foto: K2

K2, marca popular de roupas esportivas (esportes radicais) sul-coreana, lançou roupas eco-friendly “Hanji”, feitas a partir do extrato de amoreira e linho de inhame chinês. O extrato da amoreira é conhecido por ser altamente antibacteriano, além de ecologicamente sustentável. A linha de t-shirts Protection For All (Proteção para Todos) em parceria com a WWF foi produzida com 100% algodão orgânico.

Suas campanhas também focam na responsabilidade socioambiental. Além de roupas sustentáveis, a K2 iniciou a campanha Clean Bagk em 2017, entregando mochilas “coletoras de lixo” para conscientizar a população da importância de manter as áreas de vegetação (locais de frequentes trilhas, acampamentos, entre outros) conservadas e limpas.

Fotos: Instagram @outdoork2
Fotos: Instagram @outdoork2

Choi Minho (SHINee) e Bae Suzy (Miss A) foram  os embaixadores da campanha Clean Bagk e participaram de vídeos, sessões de fotos e eventos da marca.

Confira o vídeo da campanha:

“Esperamos que, através desta campanha, possamos proteger o meio ambiente de forma sustentável e criar um efeito de sinergia, levando os nossos consumidores a agir da mesma forma”, disse Kim Hyung-shim, gerente geral da K2 (Arirang News).

Marcas voltadas exclusivamente à fabricação de peças eco-friendly na Coreia do Sul também chamaram a atenção dos fashionistas e consumidores. Além de contribuir positivamente com o meio ambiente, elas apostam na modernidade e estilo de seus produtos.

Fotos: www.zennycloset.com
Fotos: www.zennycloset.com

Zenny Closet segue o conceito slow fashion, uma moda casual focada no consumo consciente desde 2013. A empresa apresenta senso de responsabilidade e delicadeza na escolha de produtos naturais, como o algodão e o linho. Sua produção é feita à mão e além das roupas, Zenny Closet também desenvolve um design moderno de bolsas, calçados e acessórios, fabricados com materiais sustentáveis.

Foto: recode
Foto: www.kollonmall.com/recode

Com o slogan This is not just fashion (Isso não é só moda), a Re:Code trabalha com o reaproveitamento de tecidos e roupas descartadas. Suas criações são em quantidade limitada, evitando o desperdício. Na remodelagem criativa de camisas, calças e bolsas, os variados itens trazem um design arrojado e fluído.

Foto: www.reblank.cafe24.com
Foto: www.reblank.cafe24.com

Trabalhando com upcycling, ou seja, através da reutilização criativa de materiais descartados, a Reblank transforma lona, couro e tecidos em bolsas, carteiras e diversos outros acessórios.

Durante uma recente crise de reciclagem na Coreia do Sul (onde grandes empresas de reciclagem recusaram-se a continuar sua coleta em junho de 2018), a população foi a compra de produtos sustentáveis para o dia a dia. Houve 10% de aumento em compras de ecobags e 6% de canecas, visando evitar o consumo de copos e sacolas plásticas (Yonhap).

Numerosas coleções de roupas, acessórios e o rápido descarte dos mesmos caracterizam as lojas fast fashion (com produtos em sua maioria oriundos do petróleo) como algumas das grandes contribuidoras deste ciclo negativo para o meio ambiente, infelizmente.

Espera-se que o despertar de muitas empresas para a fabricação de produtos sustentáveis e naturais seja cada vez maior, assim como o comportamento dos consumidores coreanos e do mundo. 


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.



DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.