안녕, 난 마누야!

Finalmente estou começando a escrever para o Koreapost.
Há tempos eu entrei na equipe, mas coisas da vida me impediram de começar até então.
Mas agora é a hora! Agora meus textos também farão parte dessa biblioteca maravilhosa de cultura coreana!

Vamos então deixar de trelelê e começar logo esse texto.

Hoje eu trago a resenha do dorama A Poem a Day. Até o momento, o melhor dorama que já assisti em 2018. A Poem a Day, também conhecido como You Who Forgot Poetry, é um dorama com um conceito bastante inovador. Traduzindo o nome do dorama para o português temos “Um Poema por Dia“.

O dorama conta a história de Woo Bo Young, uma jovem fisioterapeuta que nas horas vagas gosta de ler poemas. E os poemas que Woo Bo Young lê vão narrando tanto sua história quanto a história das demais personagens do dorama.

Foto: HanCinema
Foto: HanCinema

Woo Bo Young, como disse anteriormente, é uma jovem fisioterapeuta. Ela trabalha como temporária na equipe de fisioterapia de um dos hospitais de Seul. Seus colegas são o Chefe Yang, a sunbae Kim Yoon Joo, o sunbae Park Shi Won e as estagiárias Lee Shi Eun e Choi Yoon Hee. O contrato temporário de Woo Bo Young terminará em alguns meses, e há anos o hospital não efetiva ninguém novo para o departamento de fisioterapia, mas isso não desmotiva Woo Bo Young. Todos os dias ela chega ao hospital pronta para dar o seu melhor para seus pacientes.

Você pode pensar que isso é dom, que esse tamanho amor que ela tem pelos pacientes é reflexo dos anos e anos que Woo Bo Young sonhou em ser fisioterapeuta, mas não. O sonho mesmo de Woo Bo Young era cursar literatura e se transformar em uma poetisa, com vários livros publicados. Porém nem todo mundo consegue trabalhar com o que sonha. Woo Bo Young teve que deixar o sonho de ser poetisa para “um dia” e se dedicar a uma profissão menos arriscada, que a permitisse ter uma vida estável, que desse pra pagar os boletos no fim do mês.

A trama romântica da novela começa quando Kim Nam Woo e Shin Min Ho entram na equipe de fisioterapia do hospital como trainees. Os dois são antigos amigos de Woo Bo Young, do tempo da faculdade. Ou melhor, Kim Nam Woo é um grande amigo de Bo Young, porém Min Ho, mais do que um antigo amigo, é um antigo amor não correspondido. Os dois que antes se davam super bem passaram a ter um relacionamento bastante desconfortável pela forma como Min Ho recusou os sentimentos de Bo Young. Agora os dois terão de conviver na mesma equipe, o que deixa o desconforto constante na vida deles.

Foto: DramaFever
Foto: DramaFever

Se Min Ho é uma das pontas desse triângulo amoroso, sendo o amor do passado que talvez se desenvolva no presente, a outra ponta é o famoso fisioterapeuta Ye Je Wook.
Ye Je Wook também está chegando agora à equipe de fisioterapia do Chefe Yang. Ele é um fisioterapeuta muito competente, reconhecido por seus estudos e seus trabalhos na reabilitação de grandes nomes do esporte sul-coreano. Sincero, direto, sério, Ye Je Wook não cai nas graças da equipe por não ser muito de socializar, mas tem o respeito de todos por sua incrível competência. E assim também acontece com Woo Bo Young. Ela começa como uma fã devota da competência de Je Wook, mas aos poucos vai conhecendo-o como pessoa e sua admiração vai se transformando em amor.

A cada episódio somos apresentados a pelo menos um poema de algum poeta coreano da atualidade. Os poemas são encaixados no dorama como narrativas de algo que está acontecendo na vida das personagens. A Poem a Day é um dorama realista, que conta a história de pessoas simples, vidas simples, muito próximas à nossa realidade ou à realidade de alguém que conhecemos. As personagens secundárias do dorama também são muito bem desenvolvidas e aprendemos muito sobre suas histórias, o que faz com que o dorama fique mais rico. Se você não se identificar com a história de Woo Bo Young, Shin Min Ho ou Ye Je Wook (o que acho difícil), com certeza a história de alguma outra personagem te completará.

O meu poema favorito apresentado em A Poem a Day é de Yeo Rim. Coloco minha tradução abaixo:

Foto: ChinaAttila
Foto: ChinaAttila

Só choveu depois que você se foi, de Yeo Rim.

Só choveu depois que você se foi.
A garoa se tornou uma tempestade.
E eu pude te imaginar
sentado no ônibus, com uma expressão triste no rosto.

Senti meu coração adoecer.
Às vezes as palavras não podem confortar.

Olho vagamente pela janela
e quando fecho meus olhos, como se estivesse cansado,
parte da minha mente pensa com mais clareza.

Só choveu depois que você se foi,
em cada esquina em que te disse adeus.

A Poem a Day foi dos poucos doramas que não me fez dispersar em momento algum.
Assisti cada episódio como se fosse o último, e quando o último chegou, foi difícil aceitar que Bo Young, Min Ho, Je Wook e todos os outros não estariam mais lá para me contar suas vidas.

A Poem a Day não é apenas um dorama sobre uma menina que gosta de poesias, nem mesmo um dorama que usa de poesias para contar sua história. A Poem a Day é poesia em si. Leve, doce e tão real, tão corriqueiro, tão do dia a dia, que como as poesias que compõem sua história, fazem a gente se perguntar: desta poesia, Bo Young é leitora ou personagem? E eu? Estou assistindo um dorama que conta a história de várias personagens, ou estou sendo retratada em várias personagens para outras pessoas assistirem minha história?

Acho que os dois. Tanto no caso de Bo Young como no meu caso. E com certeza será seu caso também assim que assistir A Poem a Day e se apaixonar por todas as histórias que o dorama conta.

Não se esqueçam de deixar seus comentários sobre o texto. Me digam se vocês se animaram a assistir A Poem a Day e se conhecem outros doramas que também utilizam de literatura para contar suas histórias. Até o próximo texto aqui no KP, vejo vocês nas minhas redes sociais e no meu canal no Youtube, o Coreanismo.

나중에 봐요!


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.



DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.