Há algum tempo que a Netflix entrou na onda coreana. Além de produzir doramas, a Netflix também está investindo no cinema coreano. A resenha de hoje é do filme original Psychokinesis.

Psychokinesis conta a história de Shin Roo Mi, uma jovem que mora com sua mãe e junto dela administra um restaurante de frango frito. Apesar de ser um restaurante simples, é um restaurante bastante conhecido. Inclusive elas já saíram no jornal por conta do tempero maravilhoso de seu frango frito, a especialidade da casa.

A loja fica dentro de um complexo comercial (um shoppingzinho de rua) e um dia esse shopping é comprado por uma empreiteira, que decide acabar com o lugar para poder construir um prédio de escritórios. Entretanto, os comerciantes se negam a deixar o local e passam a fazer manifestações. Em uma das vezes que os trabalhadores da empreiteira estão tentando invadir o local e expulsar os comerciantes, Shin Roo Mi e sua mãe são agredidas e a mãe acaba falecendo (calma que isso não é spoiler, isso acontece nos 10min do filme!).

 

Shin Roo Mi e seu pai não mantém contato há muitos anos. Shin Seok Heon saiu de casa e abandonou a mulher e a filha, dando uma desculpa para as duas que não as convenceu em nada (complemento que também não me convenceu não…). Quando a mãe de Roo Mi morre, a garota entra em contato com o pai para contar o que aconteceu. E é assim que a história dos dois começa.

Logo no começo do filme vemos que Shin Seok Heon sofreu um acidente. Ele toma uma água que está contaminada e é essa contaminação que faz com que ele desenvolva a psicocinese. Porém ele não tem conhecimento do que aconteceu. Ele só vai descobrir isso e aprender a lidar com seus poderes conforme a história vai passando.

Foto: SteemKR

Quando pai e filha se encontram no velório, Shin Roo Mi não quer voltar a ter contato com o pai. Ela apenas o avisou porque sentiu que deveria avisar. Porém Shin Seok Heon começa a se sentir muito culpado com tudo que aconteceu. Foi depois que ele as abandonou que elas passaram a ter a vida difícil que tinham, que tiveram que abrir o restaurante e isso levou aos problemas com a empreiteira e com a morte da esposa.

Os conflitos entre a empreiteira e o pessoal do shoppingzinho continuam, e no começo Shin Seok Heon quer que Shin Roo Mi saia de lá. Já mataram a mãe dela. Se ela continuar ali, ela também corre risco de ser morta. Porém com o tempo ele vê que esse pensamento não vai tirar sua filha dali. Shin Roo Mi vai continuar na manifestação, principalmente agora que mataram sua mãe. A morte de sua mãe não ficará em vão. Ela vai ficar e lutar pelo que ela e a mãe acreditavam, e é assim que Shin Seok Heon decide que ficará e ajudará também. É a forma que ele encontra de se redimir com a filha.

A história é basicamente o nascimento de um herói. Seok Heon é um homem simples que descobre ter uma habilidade e esta habilidade cria uma nova realidade em sua vida. Ele conhece novas pessoas, muda seu jeito de pensar e decide lutar por justiça e por um bem maior.

O filme é um ótimo entretenimento. Uma sessão da tarde gostosa com um roteiro que te prende na história por completo. Roteiro e interpretação são muito boas, mas os efeitos especiais são impecáveis! Para quem assistiu o trailer, atenção! O trailer vende Psychokinesis como um filme besteirol, mas isso não procede. É uma comédia, sim. Mas é uma comédia de humor leve e que faz a gente pensar sobre diversas questões, muito diferente do que se espera assistindo um besteirol.

Espero que você tenha gostado da resenha e se anime a ver Psychokinesis que está disponível na Netflix.

Até a próxima resenha!


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.



DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.