Quem conhece o autor da coluna sabe que B.A.P sempre foi um grupo extremamente importante e influente em termos de gênero musical K-Pop. Se não fosse esse grupo, o interesse em analisar e criar teorias não existiria tão fortemente em mim. Se não fosse One Shot e sua reviravolta radical, talvez essa coluna não existisse. Então, é claro, assim que assisti Yamazaki, novo single K-hip hop do ilustríssimo Bang Yongguk, o Teorizando dessa semana já estava decidido.

O novo vídeo solo de Bang Yongguk não somente mostra um lado novo do artista dentro da consistência e estilo que ele havia criado com AM 4:44, mas também é artisticamente projetado para se assemelhar a um curta. Apesar das costumeiras cenas onde ele faz o rap para a audiência, uma história se desenrola no decorrer de Yamazaki.

hfC23ccI

O vídeo traz uma clara alusão à Yakuza, a máfia japonesa, em sua ambientação e também no nome. Yongguk aqui está no papel de chefe da máfia, cercado por mulheres e capangas. Em determinado momento, uma galinha é decapitada. A cena não é explícita, mas é óbvio o significado. O vídeo, de forma muito inteligente, faz uma jogada com a metáfora dos animais e seus significados na cultura asiática.

O tom o vídeo já é colocado a partir do momento em que se assume que não são animais, e sim pessoas. A cabeça de animais como cavalos, galinhas e gatos é símbolo de ameaça em certas situações relacionadas à coleta de dinheiro dos devedores, portanto nada mais justo do que a representação de uma execução por meio da galinha.

Ai_71K5a

Agora, chegamos ao porco. A imagem do porco sempre foi associada ao costume de se empanturrar, seja de comida ou de qualquer outro luxo que se possa existir. O filme A Viagem de Chihiro é um exemplo desse simbolismo, quando os pais decidem se deleitar da comida sem pagar, e acabam se tornando porcos sem consciência humana, apenas porcos.

Em Yamazaki, os homens se empanturram e se deleitam provavelmente às custas do chefe, mas a cena da execução já deixa claro que aquela visita não é uma visita padrão, e sim uma prestação de contas. Yongguk se senta com os homens, que instantaneamente parecem parar o que estavam fazendo, da forma despreocupada como festejavam. Só voltam a agir normalmente quando pensam estar livres de qualquer culpa, já que o chefe agora festeja com eles.

Mas o porco de olhos fechados, e o ato de ter o olho aberto “à força” é uma simbologia clara de que Yongguk estava ciente de que eles talvez não fossem tão leais quanto deveriam ter sido. A constante simbologia da máscara de Oni – demônios japoneses, sendo relacionada com Yongguk e seus aliados também é uma clara indicação de que a história iria pelo caminho que foi.

CY0ol0yl q89Z3at2 LFsWGpQg

E então numa mudança de ambientação quase tarantinesca, as cena se torna vermelha e as máscaras caem. A partir desse momento, o verdadeiro significado da visita se desenrola, e Yongguk mostra para que veio. Homens entram no salão da festa e cenas de porcos desmembrados são mostradas, entre outras comidas “ensanguentadas”. Claro, não foram exatamente os porcos que foram desmembrados.

JyxzykeA jtXXX_Pd

O vídeo é uma bela forma de voltar à cena do rap coreano com força. Bang Yongguk esteve afastado por conta de seus problemas de saúde, e agora volta com tudo mandando uma mensagem clara à audiência e ao restante das pessoas na indústria. Uma análise da letra traduzida para o inglês – que pode ser lida aqui – deixa claro que Yongguk se recusa a seguir os padrões da indústria e pretende fazer do seu próprio jeito.

Ele reconhece que a indústria é como uma máfia, e que, se você não se curva, você acaba morto, como a história do MV conta. Mas nesse momento ele se recusa a fazer algo que não esteja alinhado com seus valores e a forma como ele vê a própria música. A letra pode ser uma alusão a seus problemas de convivência social, e como ele lida com a forma de interação com os grandes chefões da indústria musical, tanto no K-pop como em outras cenas.

O mais importante de tudo – Bang Yongguk continua com os mesmos ideais de quando, em 2011 fez a música NEVER GIVE UP na unit BANG&ZELO, antes da estreia com o B.A.P. Feliz ou infelizmente, ele está mais amadurecido com o tempo e mais sábio, dessa vez.

Assista ao vídeo de Yamazaki e o retorno glorioso de Bang Yongguk.

Aviso! O vídeo tem a faixa etária considerada imprópria para menores de 18 anos. Nenhum animal foi ferido durante as gravações (alertou Yongguk em seu instagram).


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.



1 COMENTÁRIO

  1. Essa crítica é tão maravilhosa que em todo lugar q me cabe, a sugiro. De verdade, é mto bom ver o trabalho de alguém q admiro tanto sendo tão bem resenhado. Obrigada e parabéns!

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.