Artista americano Aaron Cossrow.

Como a Coreia é vista aos olhos dos não-coreanos? Entrevistas com estrangeiros se tornaram populares por eles terem um olhar diferente para a Coreia através fotografias, pinturas e até mesmo uma cafeteria.

Le Thi Trang, do Vietnã, realizou uma entrevista por escrito com um fotógrafo identificado como Dreamblue. Há cinco anos residente na Coreia, o fotógrafo viajou por todo o país para fotografar atrações turísticas famosas e paisagens naturais. Selecionando Gangneung, província de Gangwon-do, como o lugar mais impressionante com seus belos oceanos azuis, Dreamblue disse: “A Coreia me ajudou a encontrar a verdadeira paixão da minha vida”.

A perspectiva de estrangeiros sobre a Coreia do Sul
Fotografias de Dreamblue.

Preeti Rawat, da Índia, realizou uma entrevista em áudio com Aaron Cossrow, um expatriado americano e artista em Seul cujos principais temas são a geração mais velha de sul-coreanos. Ele construiu um nome através de seus trabalhos animados com coreanos mais velhos em áreas como Euljiro ou Cheonggyecheon Stream, e até apareceu no famoso programa de TV “Hey! First Time in Korea?”.

Estudando arte na Coreia, ele chamou o país de sua “escola de arte” e disse que selecionou coreanos mais velhos como seus principais assuntos porque sua geração “tem muito mais sabor”. “Pessoalmente, acho a geração mais velha muito calorosa, aberta e acolhedora, com muito humor e espírito”, acrescentou.

Adriana Rabe, da França, realizou uma entrevista por escrito com Savannah Truong, a proprietária do Kick Café com tema Hallyu em Paris. Inaugurado em maio do ano passado, o café é popular entre os fãs de K-pop por vivenciar a cultura coreana e oferecer bebidas coreanas enquanto a música K-pop toca ao fundo. Em outubro do ano passado, sua popularidade aumentou ainda mais ao hospedar uma loja pop-up com itens da série da Netflix “Squid Game”, e em novembro, o Ministro da Cultura, Esportes e Turismo Hwang Hee visitou o café para conhecer os fãs de Hallyu.

“Quero abrir Kick Cafes em toda a França”, acrescentou Troung. “Se meu plano for bem-sucedido, gostaria de expandir para os EUA e outras cidades europeias.”

A perspectiva de estrangeiros sobre a Coreia do Sul
Kick Cafe na França.
Disclaimer

As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.