O aumento das moradias de solteiros criou uma nova cultura no entretenimento para atrair este tipo de público. No passado, as opções de entretenimento eram pensadas e feitas visando grupos de pessoas. Mas, atualmente, os consumidores procuram por atividades que possam aproveitar mesmo estando sozinhos.

As duas das opções mais populares para entretenimento individual são as cabines individuais de karaokê e os “comic book cafes”, cafés especializados em oferecer histórias em quadrinhos para leitura. Embora não haja muitas novas opções, os empreendedores que atuam nesse ramo renovaram recentemente as opções existentes para atrair mais consumidores.

As cabines individuais de karaokê são tipicamente pequenas, visando acomodar uma ou duas pessoas e oferecem opções de pagamento para clientes que não querem pagar os adicionais do pacote de uma sala de karaokê para grupos inteiros.

Um jovem rapaz com 20 anos, de sobrenome Lee, que trabalha em um grande hospital de Seul, visita uma cabine pessoal de karaokê uma vez por semana, depois do expediente de trabalho. Cada visita custa mais ou menos 1,000 wons, por três músicas.
Eu posso cantar sozinho as músicas que desejar! Todas as vezes que venho para uma sala de karaokê pessoal, eu me divirto muito.” disse ele.

Originalmente, as cabines pessoais de karaokê eram pequenos espaços localizados geralmente nos lugares onde haviam consoles de video game, quase sempre estavam impregnadas com o cheiro da fumaça de cigarros. As cabines de hoje, geralmente, são limpas e contém equipamentos mais modernos.

Recentemente, algumas salas começaram a oferecer serviços premium com baixo custo“, disse Kim Tae-su, CEO da administradora de salas de karaokê Honggildongjeon Karaoke.
Kim percebeu que as tendências que vem crescendo atualmente são: ‘honbap‘ (expressão coreana que significa ‘comer sozinho’) e ‘honsul‘ (expressão para ‘beber álcool sozinho).

O número de pessoas que vem sozinhas para as salas pessoais de karaokê está aumentando e já são 40% do nosso total de clientes“, ele continua: “a idade das pessoas que usam as cabines individuais de karaokê varia entre adolescentes que gastam de 1,000 a 2,000 wons até adultos que estão empregados em escritórios que chegam a gastar 10,000 wons“.

Devido a recente popularidade, novas cabines pessoais de karaokê começaram a ser abertas em toda a cidade. No raio de 1KM próximo a Universidade Nacional de Seul, foram abertas cinco novas cabines de Karaokê que visam atrair os estudantes universitários.

Outra opção para os clientes que procuram relaxar sozinhos, são os cafés especializados em oferecer histórias em quadrinhos. Estes cafés são equipados com uma imensa variedade de manhwas e vendem refeições simples como rámen instantâneo e bebidas diversas.

A única opção que os fãs de quadrinhos tinham, era visitar uma livraria ou lojas especializadas que ofereciam um sistema de ‘aluguel’ onde os clientes pagavam determinado valor antecipadamente para ‘alugar’ os gibis por determinado período de tempo os levavam para serem lidos em casa. Recentemente, os cafés abriram oferecendo histórias sem limites de aluguel e servindo bebidas e pequenas refeições no próprio local visando encorajar os clientes a passar mais tempo no café em vez de levar as histórias para serem lidas em casa.

Atualmente, os cafés especializados em oferecer histórias em quadrinhos para os clientes oferecem camas, sofás e salas confortavelmente mobiliadas para os clientes que desejam ficar e descansar.

Esses cafés se tornaram especialmente populares entre os estudantes universitários que procuram opções baratas para sair da rotina e relaxar. Um estudante universitário, de sobrenome Jang opta em gastar seis horas por semana visitando cafés deste tipo para relaxar, ler quadrinhos e comer rámen instantâneo, tudo isso por menos de 10,000 wons.

O preço dos quadrinhos nas livrarias, custa entre 600 a 1,000 wons cada um“, explica Jang. “Eu acho que li três histórias em quadrinhos em uma hora, então é mais vantajoso para mim ir para um café que não cobra pelos livros“.


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.



DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.