A generosidade de pagar para os outros, geralmente em um restaurante ou bar, está profundamente enraizada na cultura coreana. Na maior parte, é garantido que o mais velho ou quem tem o melhor salário de um grupo, uma pessoa que acaba de receber um cheque de pagamento ou qualquer um que tenha tido alguma sorte dirá: “Hoje é por minha conta”.

Mas esse hábito tem suas reclamações, tem quem acredite que o método “Dutch”¹ (em inglês, holandês) é mais razoável. Enquanto os adultos de 40 anos ou mais tendem a manter o costume antigo, muitos Millennials preferem o novo método.

Por muitos restaurantes não dividirem a conta, aqueles que querem o Dutch tem que conhecer os dados bancários de seus companheiros de jantar para dividir o custo. Mas os avanços no Fintech² estão mudando tudo isso, graças a um número crescente de aplicativos que oferecem métodos fáceis para o Dutch.

A última novidade é o “serviço de pagamento Dutch de cartão de crédito” que a Comissão de Serviços Financeiros planeja lançar no início do próximo ano. Quando uma pessoa paga por um grupo, o serviço – usando um aplicativo contendo uma réplica digital de seu cartão de crédito (conhecido como cartão de aplicativo) – permite que os outros enviem dinheiro a essa pessoa. O uso do serviço é restrito a restaurantes, cafés e bares onde o Dutch é mais comum. A maior vantagem do serviço é que oferece aos pagadores um reembolso de imposto sobre as despesas com cartão, vantagem que os que transferem dinheiro através de sites bancários ou outras plataformas não desfrutam.

Para evitar que criminosos abusem do serviço – pagando a dívida do cartão de outra pessoa ou retirando dinheiro para emprestar – a comissão adicionará uma característica de segurança que exige que o Dutch seja concluído em um dia.

Uma vez que muitos jovens usam cartões de aplicativos nos dias de hoje, o novo serviço se estabelecerá facilmente“, disse um funcionário de uma empresa de cartões.

K2017092100199-740
Funcionários do governo coreano, incluindo o Presidente da Comissão de Transportes Terrestres, Infra-estrutura e Transportes, Cho Jeong-shik (o primeiro à direita) e o ex-Ministro da Terra, Infra-estrutura e Transportes, Kang Ho-in (segundo à direita), se alinham para o Dutch em um restaurante. Divisão de contas em restaurantes, bares e cafés geralmente não é bem-vinda, pois os caixas acham incômodo. Foto: Yonhap

Outros aplicativos que ajudam as pessoas no Dutch são: Toss, Naver Pay, Kakao Pay e Payco. Toss, o aplicativo de transações financeiras mais popular na Coreia, é conveniente para usar, na medida em que não exige um número de conta bancária ou certificado eletrônico, mas só precisa que número de telefone esteja em uma lista de endereços de um dispositivo móvel. A Viva Republica, uma Startup de Fintech, apresentou o aplicativo em fevereiro de 2015. Até setembro, as transações atingiram 7,5 trilhões de won (US $ 6,6 bilhões).

O Kakao Pay, um aplicativo adjacente disponível no app de mensagens mais popular da Coreia, KakaoTalk, aumentou ainda mais a tendência de transação financeira por app. Foi introduzido em 2014, mas só ganhou destaque recentemente, com transações atingindo 230 bilhões de won em agosto, em comparação com 97 bilhões de won no mês anterior.

Espera-se que esse tipo de prática se torne mais popular, já que os principais bancos da Coreia introduzem produtos em um mercado que é dominado por apps com essa finalidade.

Com um poderoso poder de capital e serviços de empréstimo, os bancos podem oferecer uma ampla gama de serviços combinados em plataformas digitais, permitindo aos clientes muitas opções“, disse um professor de administração de empresas da Universidade Sogang.

Observações

¹GO DUTCH, em português significa “rachar a conta”, “dividir a conta”, “cada um pagar a sua”.

²Fintech (do inglês: finance and technology) é o termo utilizado para as inovações e o uso de novas tecnologias por empresas do setor financeiro para a entrega de serviços financeiros.


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.



DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.