Escondidos no escuro, em um canto úmido de um estacionamento subterrâneo em Nowon-gu, nordeste de Seul, cogumelos amadurecem sob luzes fluorescentes.

Uma horta vertical também é cuidada por moradores que vivem logo acima dos cogumelos, no Complexo de Apartamentos Sanggye Hyundai.

Cultivação comunitária de cogumelos no Complexo de apartamentos Hyundai, Nowon-gu. Foto: Koreatimes
Cultivação comunitária de cogumelos. Foto: Koreatimes

Juntos, os moradores cultivam, compartilham e vendem os cogumelos, doando os lucros para instituições de caridade locais e centros de bem-estar.

Cerca de 5 quilômetros ao sul, moradores do complexo de casas Nowon Energy Zero, conhecido por seus apartamentos e estruturas de energia sustentável, reúnem-se para cuidar de jardins em caixas.

Moradores do complexo Foto: Koreatimes
Moradores do complexo Nowon Evergy Zero. Foto: Koreatimes

“As pessoas que vivem nos mesmos complexos de apartamentos realmente não costumam se falar”, disse Park Geun-gu, an official from Nowon-gu Office. “Além de fornecer produtos cultivados localmente de forma segura, essas plantações urbanas ajudam os moradores a se conhecerem melhor, fortalecendo os laços comunitários”.

Para criar uma horta urbana em espaços não utilizados para outros fins, geralmente enroscados entre prédios muito unidos ou no telhado, os moradores podem facilmente solicitar apoio financeiro e profissional. O governo da cidade e os distritos financiam de 80% a 100% das taxas iniciais de instalação para os projetos aceitos.

Plantação no telhado, em Seodaemun-gu, Seul. Foto: Koreatimes
Plantação no telhado, em Seodaemun-gu, Seul. Foto: Koreatimes

Hoje, Seul é o lar de uma rede de plantações prósperas. O número de hortas urbanas aumentou seis vezes nos últimos sete anos, elevando a área total desses espaços verdes da capital para 170 hectares, aproximadamente o tamanho de 238 campos de futebol.

A maioria está localizada entre os apartamentos, nos telhados das escolas e prédios governamentais. 

“Nos referimos aos grupos participativos como comunidades de agricultura urbana”, disse Lee Byung-hun, funcionário da cidade no comando dos projetos.

“O foco principal destes projetos não é o suplemento de comida. É sobre a experiência social que as hortas urbanas podem trazer aos moradores. Também estamos proporcionando experiências práticas de jardinagem e educação ambiental para crianças em hortas urbanas, montadas próximas às creches”.

Moradores escutam os conselhos do instrutor de jardinagem em Gwangjin-gu, Seul. Foto: Koreatimes
Moradores escutam os conselhos do instrutor de jardinagem em Gwangjin-gu, Seul. Foto: Koreatimes

Ano passado, o governo da cidade determinou 5 milhões de won (R$ 17.000,00) do orçamento anual para cada distrito solicitar auxílio a profissionais que pudessem ensinar e oferecer soluções de jardinagem personalizadas, desde a elevação de produtividade do solo ao uso de pesticidas seguros para as comunidades de plantações urbanas.

Chamados de “clínicos agrícolas”, essas turmas são realizadas em quatro mil hortas urbanas em 19 distritos de Seul. Em setembro, o governo anunciou planos para estender as turmas para 7 mil.

Plantação comunitária próxima ao Rio Han em Gangdong-gu. Foto: Koreatimes
Plantação comunitária próxima ao Rio Han em Gangdong-gu. Foto: Koreatimes

Os distritos favoráveis, como Gangdong-gu e Gwangjin-gu, podem disponibilizar mais locais verdes para as plantações comunitárias. A terra, geralmente localizada no pé da montanha ou à margem do rio, é dividida entre os moradores em um sistema de loteria aberta no início de cada primavera.

“A competição por um lote de terra nestas hortas comunitárias é alto: recebemos 10 a 15 vezes mais concorrentes do que o número de lotes disponíveis, dependendo do local”, disse o funcionário da Prefeitura de Gwangjin-gu. “Os moradores plantam alface, pimenta e parte da produção é doada para centros de bem-estar locais”.


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.



DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.