Cozinhar, lavar os pratos, lavar a roupa e esfregar o piso da casa. Embora essas tarefas sejam consideradas como parte da descrição dos afazeres da mulher numa típica casa na Coreia, as coisas estão mudando.

À medida que mais donas de casa se tornam chefes de família, a expressão “jeoneop jubu“, ou dona de casa em tempo integral, está adquirindo um novo significado.

O número de maridos jeoneop jubu atingiu um recorde de igualdade de 161.000 em todo o país no ano passado, de acordo com o Statistics Korea. Foi um salto de 24% de dois anos atrás, quando o número era de 150.000. Os trabalhadores do sexo masculino que se candidataram à licença de assistência à infância no ano passado – e futuros maridos jeoneop jubu – subiram 50% ano ao ano.

Aumentar o número de maridos coreanos que estão tomando um papel de "jeoneop jubu" ou dona de casa em tempo integral. Imagem: KBS
Aumentar o número de maridos coreanos que estão tomando um papel de “jeoneop jubu” ou dona de casa em tempo integral. Imagem: KBS

O pano de fundo da tendência é o crescimento do número de cargos especializados e altamente remunerados para as mulheres, que pretende afastar de vez a crença confucionista hegemônica de que os homens fornecem comida enquanto as mulheres se encarregam de tarefas domésticas.. Isso já ocorre nos EUA e Reino Unido, onde as mulheres começaram a bater os homens nos mercados de trabalho, com 38% das trabalhadoras americanas sendo mais bem pagas do que os homens.

Rep. Shim Sang-jung / Arquivo Korea Times
Shim Sang-jung / Arquivo Korea Times

Shim Sang-jung, é a presidente da menor partido de oposição  o Justice Party, e é bem conhecida por ter um marido “jeoneop jubu”. Lee Seung-bae, de 61 anos, tem credenciais de prestígio, graduado pela Kyunggi High School e Universidade Nacional de Seul. Mas, quando sua esposa, de 58 anos, se tornou advogada do Partido Trabalhista em 2004, fechou seu negócio editorial e decidiu cuidar de sua casa em tempo integral. Ele disse “queria estudar medicina oriental coreana, mas pensei que não era o momento de começar uma coisa nova“, como publicado na revista feminina W Dong-A em 27 de fevereiro.

“Os vizinhos que me conhecem há muito tempo sugeriram que eu tomasse um lugar na Assembléia Nacional”, disse Seung-bae. “Eu poderia se eu fosse solteiro. Em vez disso, eu prefiro ser um alicerce para a minha outra metade, para que ela possa se concentrar em seu sucesso.”

Jang Dong-gun, à esquerda, e Ko So-young em uma cena de "Ms. Perfect"
Jang Dong-gun, à esquerda, e Ko So-young em uma cena de “Ms. Perfect”

O ator Jang Dong-gun é agora um marido jeoneop jubu por um período indeterminado para apoiar sua esposa, a também atriz Ko So-young. So-young voltou à sua profissão depois de 10 anos, no drama da KBS “Ms. Perfect”. Tendo criado duas crianças, a atriz veterana, de 44 anos, mudou o papel de chefe de família com Dong-gun, que faz anúncios e também dramas de TV.

“Quando me foi oferecido o papel, eu hesitei por causa do tempo que estive longe da TV”, disse So-young. “Mas Dong-gun me disse para fazer o que quisesse, pois ele iria me apoiar 100 por cento. Ele terminou de fazer um filme, então agora ele está me ajudando com a criação das crianças, em casa”.

Em 2008, o Instituto para o Desenvolvimento da Mulher Coreana introduziu uma maneira de calcular o quanto as tarefas domésticas valiam. Uma lista 37 tarefas típicas – incluindo cozinhar lanches para crianças, ler livros na hora de deitar, passar as camisas dos maridos e cuidar dos sogros – em teoria, demonstrou que um fiel jeoneop jubu, de aproximadamente 37 anos, com duas crianças pré-adolescentes para cuidar, deveria ganhar 3,7 milhões de won ou 10 Mil Reais por mês.

Muitos internautas que se tornaram jeoneop jubu disseram que as tarefas domésticas são muito mais exigentes do que seu antigo trabalho de escritório, acrescentando que o pagamento do novo emprego deve ser de 4,8 milhões de wons ou 12 Mil reais, um pouco acima do salário mensal médio do trabalhador feminino.


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.



1 COMENTÁRIO

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.