A Coreia do Sul é frequentemente chamada de nação “ppali ppali” (que significa “rápido rápido” em português). A velocidade é essencial, seja apressando-se para fazer as coisas no trabalho, para beber (todos os drinks possíveis de soju ao mesmo tempo, para ficar bêbado mais rápido) ou simplesmente andando de um lugar para outro.

Mas, após o rápido desenvolvimento econômico e a democratização, os sul-coreanos estão cansados. O lazer está em alta, a velocidade está fora de cogitação. Alguns evitam a promoção de cargo porque preferem manter seu trabalho o maior tempo possível do que se queimar mais cedo em suas carreiras. No início deste mês, houve até uma competição de sonecas ao ar livre, patrocinada por uma empresa de produtos de higiene.

Uma nova tendência no país é relaxar, ou mais especificamente, dormir. Um estudo da OCDE de 2009 mostrou que, em média, os sul-coreanos obtiveram a menor quantidade de horas de sono por dia, entre pessoas de 18 países que forneceram dados, e há poucas razões para pensar que a situação melhorou.

Os cafés não são nada novos na Coreia do Sul, mas os “cafés do sono“, que apareceram pela primeira vez em 2014, estão ficando realmente populares. Pelo preço de um café, o cliente pode ficar por uma hora e… bem, dormir. Alguns lugares oferecem salas semi-privadas, equipadas com colchões ou cadeiras de massagem reclináveis. Outros tem apenas espreguiçadeiras colocadas lado a lado em um grande salão. Em todo caso, o ponto é deitar-se e recuperar o atraso na soneca muito necessária. O negócio geralmente inclui uma bebida (café, não surpreendentemente), para retornar a tempo à sua agenda agitada.

Um "sleep cafe" em Seul. Foto: Koreaboo
Um “sleep cafe” em Seul. Foto: Koreaboo

Mesmo para aqueles que têm tempo para dormir o suficiente à noite, a qualidade é outra questão. O consumo de cafeína – a Reuters informou ano passado que Seul tem mais cafés per capita do que Seattle ou São Francisco – e o estresse, faz com que a insônia afete quatro milhões de pessoas, ou cerca de 12% da população adulta.

Nova bebida chamada de "Drink de Relaxamento" da Lotte. Foto: Korea Exposé.
Nova bebida chamada de “Bebida de Relaxamento” da Lotte. Foto: Korea Exposé.

Lotte, um conglomerado conhecido por suas ofertas de lanches e bebidas está por dentro do assunto. A empresa lançou recentemente o “Sweet Sleep“, uma “bebida de relaxamento” que afirma melhorar a qualidade do sono com aminoácidos e extratos de ervas.

As bebidas de relaxamento importadas, como a “Good Night” e “Slow Cow“, estão disponíveis no mercado interno desde 2014, mas a “Sweet Sleep” é substancialmente menos dispendiosa, custando apenas 1.100 won (aproximadamente R$3,00) em lojas de conveniência.

Jang Yoon-mi, gerente de uma loja de conveniência no centro de Seul, disse que a demanda pela bebida era moderada. “[a bebida] Está vendendo de forma moderada porque nós temos uma oferta de “compre três e pague dois” no momento, mas muitas pessoas não compram se não for assim. Muitas pessoas ainda compram bebidas energéticas como ‘Hot Six‘ e ‘Red Bull.”

Ela também estava cética sobre a eficácia do produto. “Por que você beberia algo frio se você estivesse tentando relaxar? Não seria melhor uma xícara de chá de camomila quente?

Se Woong-Koo, autor original dessa matéria, também se sentia desafiado pelo sono e um pouco cético em relação ao assunto, então resolveu tentar experimentar a bebida. Cerca de 15 minutos depois de tomar a “Sweet Sleep” reportou que seu corpo “ficou mais leve e minha cabeça ligeiramente mais relaxada. Não houve compulsão para ir para a cama imediatamente, mas quando eu me deitei uma hora depois, o sono veio quase imediatamente.”

E você leitor, acredita na eficácia dessas bebidas ou acha que é melhor “pisar no freio” durante o dia para ter uma boa noite de sono mesmo?


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.



2 COMENTÁRIOS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.