O número de pessoas na casa dos 20 anos que sofrem de depressão quase dobrou nos últimos cinco anos, de acordo com dados apresentados ao deputado Lee Tae-kyu, do partido Bareunmirae, na Avaliação para Revisão do Serviço de Seguro Saúde (HIRA).

Segundo os dados, 98.434 pessoas na faixa dos 20 anos receberam tratamento para depressão no ano passado, quase o dobro das 49.975 de 2014. O número total de pacientes tratados com depressão em todas as faixas etárias foi de 751.930 em 2018, um aumento de 28% em relação a 588.155 em 2014. Aqueles na faixa dos 60 anos lideram a lista com 133.712, seguidos pelos da faixa dos 50 anos, com 129.255 e 70 anos com 121.193.

Embora o número de pacientes tenha sido menor em comparação ao grupo de idosos, o aumento das taxas de adolescentes e jovens nos seus 20 anos com depressão foram acentuadas. Em 2018, 42.535 crianças em seus 10 anos foram tratados, um aumento de 78% em relação aos 23.885 em 2014. A taxa de pessoas na casa dos 20 anos também aumentou 97% durante este período e supera o número de pessoas em seus 30 anos que sofrem de depressão no país.

As despesas médicas para tratamento da depressão também aumentaram, registrando 332 bilhões de won (281 milhões de dólares) em 2018, um aumento de 48% em relação aos 224 bilhões de won de 2014.

“A depressão está emergindo como um problema social, como visto nos recentes suicídios de celebridades que tiraram a própria vida por causa da depressão”, disse o representante Lee em um comunicado.

O ator Cha In Ha pode ter sido a mais recente vítima da depressão. Embora sua morte ainda esteja sob investigação, ele foi encontrado sem vida em sua casa, à exemplo da Goo Hara e Sulli, que se suicidaram recentemente. Foto: Kboing

“Especialmente o aumento da taxa de depressão das pessoas na casa dos 20 anos foi atribuído às situações sociais estruturais, como o difícil mercado de trabalho entre as gerações jovens, de modo que é necessária uma ação governamental adequada para resolver o problema”.


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.



DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.