Comprar café nas lanchonetes ou máquinas das escolas sul-coreanas será passado a partir de julho deste ano.

O Comitê Nacional de Saúde e Bem-Estar aprovou recentemente uma lei que proibirá a venda de café e produtos concentrados com alto teor de cafeína nas escolas de ensino fundamental e médio, informou o Ministério da Alimentação e Saúde. 

Uma vez que a lei revisada passe através do voto da Assembleia Nacional, ela poderá entrar em vigor já em julho.

De acordo com a legislação vigente, produtos altamente calóricos, com alto teor de cafeína ou com pouca nutrição são restritos ou proibidos nas escolas para melhorar a saúde dos alunos, com exceção do café, classificado como bebida para adultos, que é vendido em máquinas e em lanchonetes para o consumo dos professores.

estudantes-e-o-consumo-de-cafe

No entanto, quando a lei for aprovada, não haverá café disponível nem para os professores. Algumas pessoas acreditam que a proibição é muito extrema.

Acho que o governo está exagerando com esta regra. A maior parte do consumo de café é dos professores. Nunca vi um estudante de ensino fundamental tomar café nesta escola”, diz Chung, professor de ensino fundamental na província de Gyeonggi.

A proibição é bem intencionada, visando prevenir o vício da cafeína em crianças, mas me parece uma política rígida demais.” diz Lee, outro entrevistado.

Apoiadores da nova lei dizem que é uma boa iniciativa manter o consumo de cafeína ao mínimo.

(imagem: Naver)
(imagem: Naver)

O café é muito amado no país. Vejo muitos jovens em cafeterias atualmente”, diz Kim Dong-yern, um homem em seus 60 anos. “Quando os estudantes crescerem e forem para a faculdade terão muitas oportunidades para beber café, então banir nas escolas de ensino fundamental e médio parece uma boa ideia”.

Os médicos dizem que o consumo de cafeína em excesso pode causar tontura, batimentos cardíacos acelerados, distúrbios de sono e nervosismo. Acredita-se que o consumo contínuo da bebida pode prejudicar a saúde mental e física das crianças.

De acordo com a pesquisa do Comitê Nacional de Saúde e Bem-Estar sobre a concentração de cafeína nos produtos, o café tem a concentração de 449.1 miligramas por quilograma, seguido de produtos lácteos, como o achocolatado que possui 277.5 miligramas por quilograma.

O ministério define a dose diária recomendada de cafeína para os adultos à 400 miligramas por quilograma, 300 miligramas por quilo durante a gravidez e 2,5 miligramas por quilo para crianças.


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.



DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.