Mais de 30% do Goryeoin, que se refere à diáspora coreana na Rússia e na Ásia Central, não sabem falar coreano, revelou um relatório recente.

No relatório sobre as condições de vida dos descendentes coreanos na Rússia e na Comunidade dos Estados Independentes (CEI), vários acadêmicos coreanos, incluindo o professor Sohn Young-hoon da Universidade de Estudos Estrangeiros de Hankuk, realizaram uma pesquisa em julho e agosto de 2016 com 673 Goryeoin vivendo fora da Coreia, incluindo em países como a Rússia e o Cazaquistão.

A pesquisa descobriu que 34% dos entrevistados disseram que não sabiam nada de coreano, enquanto 45% consegue falar um coreano muito básico, e 13% conseguem falar o coreano de nível médio. Apenas 2% conseguem falar coreano fluentemente.

Sobre a questão de quantas vezes o coreano é falado em casa, 37% responderam “nunca“, enquanto 10% disseram “frequentemente“. O relatório exortou o governo coreano a oferecer uma educação sistemática em língua coreana para as pessoas que vivem na região, a fim de ajudá-los a manter sua identidade e seu patrimônio.

A maioria dos entrevistados compartilhou o ponto de vista de que mais aulas em coreano deveriam acontecer. Cerca de 77% disseram que precisavam muito de aulas de coreano, enquanto apenas 5% disseram que essas aulas não são necessárias.

Cerca de 66% tiveram uma opinião favorável aos coreanos originais, enquanto 18% acham que os coreanos são apenas “estrangeiros” e 8% considera os coreanos “compatriotas hostis“. “Devido às condições de vida dos Goryeoin que vivem longe de sua cidade natal por um longo tempo, o russo tornou-se sua primeira língua e uma mentalidade diferente (da dos coreanos que vivem na Coreia) já está enraizada. Contudo, para alguns, a linguagem, assim como as tradições e o orgulho da Coreia, ainda permanece“, disse o relatório.

A pesquisa sugeriu que o governo coreano elaborasse medidas de apoio personalizadas para eles, como fornecer-lhes educação em tecnologia da informação, para que eles pudessem manter sua identidade e contribuir para o desenvolvimento da Coreia à longo prazo.


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.