O primeiro-ministro Hwang Kyo-Ahn lançou um conjunto de medidas de segurança para aumentar os requisitos de seleção para os condutores de transportes públicos, gestão de produtos químicos em fábricas e segurança dos trabalhadores em canteiros de obras em função de uma série de acidentes originados por negligência.

O primeiro-ministro Hwang Kyo-ahn durante reunião com ministros para falar sobre Medida de Segurança na última Quarta. (Imagem: Yonhap / The korea Herald)
O primeiro-ministro Hwang Kyo-Ahn durante reunião com ministros para falar sobre medida de segurança na última quarta-feira, 27/07. (Foto: Yonhap / The korea Herald)

O governo irá reforçar a gestão da segurança para os veículos utilizados por empresas expostas a maior risco de acidentes em grande escala“, disse Hwang em uma reunião com os ministérios relevantes no complexo do governo de Seul.

Kyo-Ahn disse que o governo vai impor uma regra para garantir uma pausa de 30 minutos para os motoristas quando eles dirigem por mais de quatro horas seguidas, citando um acidente de carro recente sobre a Express Way Yeongdong. Condução sem sono adequado e cansaço podem ser as razões por trás do acidente fatal que matou quatro pessoas e feriu outras 37.

O governo disse que também vai punir motoristas que causarem acidentes fatais e impor suspensão do negócio de empresas de transporte que contratem motoristas “incapazes” com registro de terem dirigido embriagados.

Quanto aos acidentes químicos, Kyo-Ahn disse que o governo iria impor uma restrição de nível três (grave) e anular licenças de negócios para as empresas que não conseguirem comunicar acidentes químicos às autoridades no prazo de 15 minutos.

O governo também vai adotar uma política para ordenar imediatamente a suspensão da licença de funcionamento de instalações em risco de causar acidentes químicos que sejam um perigo para o público“, disse Kyo-Ahn.

Segundo o plano, as empresas estarão sujeitas a inspeções regulares e serão obrigadas a compartilhar know-how na gestão da segurança e criar uma força-tarefa conjunta para combater acidentes químicos.

No final de junho, houve um vazamento de ácido sulfúrico em uma fábrica de fundição de zinco em Ulsan. O acidente feriu quatro pessoas e matou duas.

O governo também disse que irá expandir os deveres e responsabilidades dos contratantes principais para garantir a segurança dos trabalhadores em empresas terceirizadas. Irá proibir os trabalhadores com contrato de realizar seu trabalho sem a supervisão de seus principais contratantes até mesmo fora do horário de trabalho.

O governo vai corrigir a prática falha das principais empreiteiras que abusam do seu estatuto de terceirizadas, a fim de garantir que os trabalhadores subcontratados possam ser mantidos em segurança“, disse Kyo-Ahn.


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.



DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.