A foto mostra uma máquina de venda automática de itens usados,localizada no shopping Yongsan, em Seul. Fonte: IPark Mall.

Em meio à desaceleração dos gastos do consumidor resultante da eclosão da pandemia COVID-19, a procura por itens de segunda mão está crescendo em um ritmo acelerado. Os consumidores estão cada vez mais procurando itens usados ​​baratos em vez de comprar novos, enquanto vendem os itens que não usam mais.

De acordo com a plataforma de mercado de segunda mão Bungaejangter, o volume de transações e a quantidade de itens de segunda mão no mês de agosto deste ano aumentaram 25% e 21%, respectivamente. As compras de itens relacionados à saúde e ioga registraram um crescimento robusto de mais de 40% em comparação com o ano passado, enquanto as vendas de móveis e itens de interior cresceram 20%.

“Em meio ao declínio nas atividades ao ar livre devido à pandemia, a demanda por equipamentos de treinamento doméstico e itens de decoração doméstica aumentou drasticamente.” disse um funcionário da empresa.

Outro aplicativo de comércio de bens de segunda mão, o Danggeun Market, viu seu volume de transações de itens usados aumentar 61% durante o período de março a setembro deste ano, quando os casos de COVID-19 dispararam.

Junto com o aumento nas transações de itens de segunda mão, o número de casos de fraude relacionados também está aumentando. De acordo com a Agência Provincial de Polícia de Chungbuk, o número de casos de fraude relatados na província totalizou 2.311 no ano passado, e o número desses casos está ainda maior esse ano.


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.