Alimentos congelados antes eram vistos como meras “comidas de sobrevivência” para estudantes com fome, que simplesmente jogavam uma refeição pré-pronta no microondas e a faziam em alguns minutos.

Mas a popularidade dessas refeições rápidas e convenientes aumentou, graças à melhoria da qualidade, diversidade, e mais importante, um número cada vez maior de lares com apenas uma pessoa. O fenômeno também se dá por conta dos fabricantes de alimentos, que tentam se sobrepor uns aos outros para trazerem novos produtos para o mercado.

De acordo com o Emart, uma rede de varejo da Coreia, os alimentos congelados com datas de vencimento estendida tiveram um crescimento significativo nas vendas no primeiro semestre de 2016. As vendas de alimentos congelados como arroz frito, legumes temperados com arroz e macarrão congelado aumentaram em 75,8% em comparação com o mesmo período do ano passado.

As vendas de alimentos congelados da Peacock, marca própria da Emart, também aumentou em 55%, superando as vendas de alimentos refrigerados da marca. As sobremesas congeladas da Peacock tiveram o maior aumento de vendas (300%), seguidas pelas vendas de comidas da “cozinha ocidental“, como massas e pizzas (74%), e cozinha coreana (34%).

Os alimentos congelados também tornaram-se muito diversificados na oferta, desde sanduíches e croissants com frutas, até legumes. As vendas de legumes congelados, em particular, aumentaram 16 vezes mais em relação ao ano passado. No mês passado, o Emart estava vendendo 11 diferentes tipos de legumes congelados, colhidos de granjas domésticasLojas de conveniência estão experimentando tendências de vendas semelhantes.

Foto: Kobizmedia / Korea Bizwire.
As vendas de alimentos congelados como arroz frito, legumes temperados com arroz e macarrão congelado aumentaram em 75,8% em comparação com o mesmo período do ano passado. Foto: kobizmedia / korea bizwire.

De acordo com o GS25, uma franquia de lojas de conveniência, as vendas de alimentos congelados pré-prontos de Julho aumentaram 28,4% em comparação a Julho de 2015. A GS25 também vendeu 2,5 milhões de unidades de picolés de frutas congeladas, entre Janeiro e Julho deste ano.

Nós vimos a crescente demanda por produtos de verão, como gelo, sorvete e bebidas, mas também alimentos congelados“, disse um representante do GS25. “Há um número crescente de clientes que compram produtos alimentares congelados, como caixas contendo uma refeição, em vez de ir a restaurantes ou cozinhar em casa”.

Os observadores da indústria apontam para o aumento do número de lares com apenas uma pessoa, que tendem a preferir alimentos que são relativamente fáceis de armazenar e manusear, como o catalisador mais provável para a crescente popularidade dos alimentos congelados.

Mais residências onde apenas uma pessoa vive e residências com casais que trabalham têm aumentado a demanda por alimentos com datas de vencimento mais longas, e refeições que podem ser mantidas frescas com mais facilidade“, disse um funcionário do Emart. “Nós estamos mantendo nossos esforços para desenvolver produtos alimentares que possam satisfazer as mudanças na demanda do consumidor“.

Na Coreia o número de residências com apenas um morador, ultrapassou a marca de 5 milhões em 2015 e deverá aumentar para 7,6 milhões (34,3% da população) em 2035.


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.