O funcionário administrativo Kim Dong-bin recentemente adquiriu o hobby de cozinhar, e tem como sua receita secreta os kits “prontos-para-comer”.

“Kits de refeição facilitam muito na hora de cozinhar, tenho menos responsabilidades”, disse Kim. Depois do trabalho, ele costumava correr para comprar mantimentos, preparar os ingredientes, cozinhar e lavar a louça.

“Para mim, cozinhar era um processo demorado mesmo antes de sentar para comer. Mas agora, eu cozinho comida com qualidade de restaurante a um preço 30% menor e em apenas 20 minutos ”, disse Kim, acrescentando que os kits também tiraram o fardo de ter que escolher o que comer no jantar.

 

Com um número crescente de casais com renda dupla, assim como o número de solteiros, o mercado de kits para refeições está se expandindo rapidamente.

Fonte: ProjectionHub
Foto: Kit da Blue Apron | Fonte: ProjectionHub

Com cerca de 20 empresas competindo na Coreia do Sul, a indústria de “pronto-para-comer” do país foi avaliada em 3 trilhões de won (US$ 2,7 bilhões) no ano passado. Especialistas do setor vêem esse número ultrapassando 4 trilhões de won até o final do ano.

Em meio à expansão do mercado, a tendência do kit de refeições está evoluindo para produtos mais diversificados e de alta qualidade.

Também chamados de caixas de culinária ou caixas de receitas, os kits de refeição são parte de um serviço de assinatura que envia aos clientes porções de ingredientes frescos e receitas para cozinhar, que geralmente exigem cerca de 30 minutos.

Ao contrário dos substitutos instantâneos de refeições caseiras, os ingredientes dos kits de refeição são entregues frescos e não duram muito tempo, o que os consumidores consideram mais saudável.

A Blue Apron iniciou, em 2012 nos Estados Unidos, pela primeira vez, o seu serviço de assinatura e entrega de kits de refeição. Desde então, pelo menos 150 empresas lançaram serviços similares, incluindo as gigantes de varejo Whole Foods e Amazon.

Na Coreia do Sul, os varejistas de alimentos lideram o mercado.

A Korea Yakult, uma marca conhecida de iogurtes e produtos lácteos fermentados, lançou a marca de kits de refeições EatsOn no ano passado, alavancando seu modelo de vendas porta-a-porta.

Com cerca de 20 kits disponíveis no momento, de bife de carne à quesadilla de frango e steaks de primeira qualidade, a empresa disse que vai expandir a variedade de itens para que os consumidores possam cozinhar alimentos de todo o mundo em casa.

Outras empresas de serviços de entrega de alimentos baseados em aplicativos celulares, como a Market Kurly, a Baemin Fresh e a Prep, lançaram serviços de entrega de kits de refeição reforçando suas linhas de menu e refeições de alta qualidade.

“A popularidade dos produtos de kit de refeição tende a crescer, considerando que o número de pessoas que moram sozinhas aumentará, bem como a demanda dos consumidores por ingredientes mais saudáveis e frescos”, disse Kim Dong-ju, diretor de marketing da Korea Yakult.

Foto: refeição feita com o kit Chef Box, da Hyundai Department Store | Fonte: Pulse News
Foto: refeição feita com o kit Chef Box, da Hyundai Department Store | Fonte: Pulse News

Com o mercado em expansão, outros se juntaram à concorrência.

Em abril, a Hyundai Department Store assinou contrato com a famosa chef Lee Song-hee para lançar o Chef Box.

Usando vegetais, carnes, peixe e molhos disponíveis na loja de departamentos Hyundai, Lee projetou cartões de receita para cada kit, para que os consumidores possam facilmente preparar seus pratos mais conhecidos em casa.

“Quando você olha para o nosso menu dos kits de refeição, quatro dos quinze itens do menu são pratos que você só pode experimentar em um restaurante. O objetivo é fornecer aos consumidores um kit perfeitamente preparado que possa ajudar as pessoas a comerem pratos mundialmente famosos mesmo em casa e, é claro, desfrutar de cozinhar”, disse Cheon Gyu-beom, gerente de negócios de alimentos da Hyundai Department Store.

Fonte: AllTechAsia
Foto: kit da startup Doctor Kitchen | Fonte: AllTechAsia

Kits de refeição também são populares entre aqueles com necessidades dietéticas especiais.

A Doctor Kitchen, uma empresa de pesquisa de refeições saudáveis que se concentra na criação de kits de refeição para pacientes diabéticos, tem cerca de 420 itens disponíveis para entrega.

O preço do produto é 10% superior ao de um kit de refeição normal – 8.000 won por kit – e a empresa diz que a demanda do consumidor está aumentando gradativamente, não apenas entre os diabéticos, mas também aqueles que querem planos de dieta mais rígidos e saudáveis.

A empresa usa ingredientes saudáveis, como konjac em vez de farinha e oligossacarídeos em vez de açúcar mascavo.

“Nós fizemos colaborações com muitos chefs e nutricionistas de hotéis de alto nível em lanchonetes hospitalares para superar o equívoco comum de que as dietas para pacientes não são saborosas”, disse Choi Tai-hyoung, diretor de marketing da Doctor Kitchen.


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.



DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.