Gwanghwamun é o maior portão principal do Palácio Gyeongbokgung, no centro de Seul. Construído em 1395, o portão foi destruído e reconstruído diversas vezes nos últimos cem anos de história e foi finalmente restaurado, da forma como está hoje, em 2010.

Em frente ao portão está a Praça de Gwanghwamun, que foi redesenhada para abrir para o público em agosto de 2009. Com o palácio tradicional de madeira e a Montanha Bukak de um lado, e os prédios modernos de outro, o cenário misto da Praça de Gwanghwamun reflete a sociedade coreana, na qual aspectos culturais antigos e novos coexistem.

Imagem: The Korea Herald/Park Hyun Koo.
Imagem: The Korea Herald/Park Hyun Koo.
Imagem: The Korea Herald/Park Hyun Koo.
Imagem: The Korea Herald/Park Hyun Koo.
Imagem: The Korea Herald/Park Hyun Koo.
Imagem: The Korea Herald/Park Hyun Koo.

Trabalhadores de escritório e viajantes curiosos lotam as faixas de pedestres de Gwanghwamun, complementando o cenário agitado do coração da cidade. Visitantes do palácio também podem ser vistos pelas ruas próximas vestindo o traje tradicional do país, o Hanbok.

No centro da praça estão duas estátuas, uma do Rei Sejong, o Grande, e outra do Almirante Yi Sun-shin da Distania Joseon dos anos 1400, que permanecem como duas das figuras históricas mais populares e exemplos de conduta no país.

Imagem: The Korea Herald/Park Hyun Koo.
Imagem: The Korea Herald/Park Hyun Koo.

Gwanghwamun foi no passado o centro da administração política e permanece como símbolo da democracia do país, abrindo espaço para as diversas vozes que formam a Coreia do Sul, tendo em vista que a praça é frequentemente o local de manifestações e protestos.

Com o surgimento do escândalo de corrupção que levou ao impeachment e prisão da Presidente Park Geun-hye no fim de 2016, o centro da cidade foi lotado por centenas de milhares de cidadãos que tomaram as ruas segurando velas, para fazer suas vozes serem ouvidas contra a injustiça.

Imagem: The Korea Herald/Park Hyun Koo.
Imagem: The Korea Herald/Park Hyun Koo.
Imagem: The Korea Herald/Park Hyun Koo.
Imagem: The Korea Herald/Park Hyun Koo.

Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.



DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.