É aquela época do ano em que a Coreia brilha mais forte com as ruas enfeitadas com lanternas coloridas para celebrar o aniversário de Buda. Este ano, foi mais do que isso.

O evento anual do feriado budista, marcado pelo desfile das lanternas, voltou a ser comemorado pela primeira vez depois de dois anos. Yeondeunghoe, ou festival de iluminação de lanternas, que é realizado todos os anos para comemorar o aniversário de Buda em 8 de abril no calendário lunar, foi registrado na lista de Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade da Unesco em 2020.

Infelizmente, o evento de grande escala que foi organizado para comemorar o marco teve que ser cancelado devido ao Covid-19. A Ordem Jogye do Budismo, a maior seita budista do país e que organiza o festival todos os anos, tentou novamente em 2021, mas ainda teve que reduzir o evento em meio à pandemia

É por isso que o evento deste ano será sem precedentes, grande e magnífico, disseram funcionários da Ordem Jogye.

“Iluminamos a estátua da lanterna na praça em frente à Prefeitura de Seul em 5 de abril às 19h para sinalizar o início do evento deste ano”, disse um funcionário da Ordem Jogye do Budismo. “Haverá vários eventos até 11 de maio para que coreanos e estrangeiros participem, pois desejam retornar às suas vidas comuns com o fim da pandemia”.

O ponto alto de todos os eventos é o desfile das lanternas, que foi realizado no dia 30 de abril, das 19h às 21h, do Portão Heunginjimun ao Templo Jogye no centro de Seul.

O festival das lanternas deixa Seul iluminada
Travel Stained

Milhares de pessoas de diferentes templos budistas se reuniram neste dia, cada uma carregando suas próprias lanternas para o desfile. Mas os organizadores também incentivaram a participação de não-budistas – já que este evento é claramente, conforme descrito na página inicial da Unesco, uma celebração para crentes e não crentes do budismo.

Para aqueles que ainda hesitam em estar em um lugar com uma grande multidão de pessoas, houve um desfile online. Os participantes puderam escolher seu próprio personagem e uma lanterna para participar do desfile virtualmente.

Lindas lanternas feitas com hanji, ou papel tradicional coreano, estão em exibição desde 29 de abril e ficarão até o 11 de maio no Templo Jogye no centro de Seul, no Templo Bongeun no sul de Seul e ao redor do Cheonggye Stream no centro de Seul, como parte da “Exposição de Lanternas Tradicionais”.

O festival das lanternas deixa Seul iluminada
Travel Stained

O Templo Jogye teve um palco montado para apresentar uma variedade de apresentações tradicionais, como madangnori (performance coreana tradicional ao ar livre). A Universidade Dongguk também foi espaço para celebrar o evento. Em seu terreno ao ar livre, houve não apenas apresentações de várias companhias de dança, mas também uma oportunidade para todos os participantes mostrarem seus próprios movimentos de dança.

Houve também um evento especial de fabricação de lanternas de lótus para pessoas estrangeiras. Foi organizado pela Associação Internacional de Instrutores de Dharma (IDIA). Os participantes puderam confeccionar suas próprias lanternas de lótus e participar de um pequeno desfile que foi realizado em torno de Insa-dong.

“Será uma oportunidade para os estrangeiros sentirem e experimentarem a cultura tradicional da Coreia de 1.200 anos”, disse um funcionário da IDIA. “A experiência de fazer uma lanterna de lótus é um momento maravilhoso para refletir sobre seus próprios desejos sinceros”.

O evento aconteceu no dia 1º de maio, das 11h às 17h. em frente ao Ujung Cheong Guk localizado próximo ao Templo Jogye no centro de Seul.

Disclaimer

As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.