Taekwondo (em coreano: 태권도) é uma arte marcial que originou um esporte de combate. Hoje em dia, é um esporte difundido em todos os continentes. Em 1993, o esporte foi adicionado ao programa olímpico oficial, integrado à partir dos Jogos Olímpicos de 2000.

Em sentido global, taekwondo indica a técnica de combate sem armas para defesa pessoal, envolvendo destreza no emprego das mãos e punhos, de pontapés voadores, de esquivas e intercepções de golpes com as mãos, braços ou pés, para a rápida destruição do oponente. Basicamente um esporte com muitos chutes. Mais precisamente 30% de socos e 70% de chutes. Nos Estados Unidos, país onde o karatê era a arte marcial predominante nos anos 1980 e 1990, o taekwondo foi, por muito tempo, “erroneamente” chamado de “karatê coreano”.

taekwondo 2

As artes marciais coreanas vêm se desenvolvendo ao longo dos anos, mostrando que a Ásia não se limita apenas ao Japão ou a China. O taekwondo é bem mais que medalhas, títulos ou promoções dadas aos vencedores de “competições” por aí afora. O taekwondo é a capacidade de vencer uma dificuldade pessoal, é desenvolver outras áreas da vida pessoal por meio da ética empregada no treinamento.

Em julho de 1970 em São Paulo, o Grão-mestre Sang Min Cho foi enviado oficialmente pela International Taekwondo Federation, com o objetivo de implantar o taekwondo no Brasil. Ele fundou a primeira academia de taekwondo, que existe até hoje no bairro da Liberdade. Passou por muitas dificuldades, pois não havia estruturas que havia sido prometidas antes da vinda para o Brasil. Hoje em dia, mora nos Estados Unidos, no estado da Califórnia. Mesmo tendo mais de 70 anos de idade, pratica diariamente alongamentos, treinamento de chutes e algumas técnicas do taekwondo.

Mestre SangMin Cho

Em setembro de 2014, o Instituo Mestre Cho foi criado com intuito de difundir a prática das modalidades taekwondo, contou com a presença do homenageado, Mestre Sang Min Cho. Hoje, o introdutor do taekwondo no Brasil, atualmente é presidente da entidade mundial de Taekwondo (WTA – World Taekwondo Alliance), criada por ele e por outros mestres pioneiros da modalidade e que se propõem a unificar o Taekwondo mundial em torno de uma nova proposta, cujo objetivo final seria à volta às raízes da arte marcial coreana, além de um programa de aprimoramento para mestres e professores.


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.



1 COMENTÁRIO

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.