A arte do tradicional arco e flecha coreano está sendo considerado patrimônio cultural e nacional imaterial, anunciou em julho a Administração de Patrimônio Nacional e Cultural (CHA – Culture Heritage Administration).

O CHA disse que reconheceu o valor do “hwalssogi“, ou arco e flecha tradicional coreano, por sua significância na história das artes marciais coreana.

A administração citou a frequente referência do hwalssogi na literatura e cultura histórica, detalhando documentações e transmissões do processo de criação dos arcos e das flechas, e sua relevância histórica.

O termo hwalssogi era usado por ser uma frase puramente coreana, que significa arco e flecha, e aparece com frequência dos documentos sobre as Eras Goryeo e Joseon“, disse a CHA.

O Hwalssogi também é conhecido por ter sido fundamental no treinamento e nas táticas militares na história da Coreia, desde a era dos Três Reinos, com o Reino Silla, proeminentemente por treinar uma classe de guerreiros chamada Hwarang, um grupo de elite de homens jovens, fortemente influenciados pelo Budismo.

 

Cena do drama coreano Hwarang

A Coreia do Sul tem sido líder de força no moderno Tiro com Arco e Flecha nas olimpíadas e em outras competições internacionais por décadas. O talento do país é tão intenso que as competições nacionais tem a mesma intensidade de um evento internacional.

Outras heranças culturais nacionais e imateriais incluem a tradicional música folclórica “Arirang”, a luta livre coreana chamada “ssireum“, o sistema de aquecimento “Ondol” e a cultura “Haenyeo” ou as mergulhadoras da Ilha de Jeju, que também são reconhecidas como patrimônio cultural pela UNESCO.


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.



DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.