Estudantes Estrangeiros na Kyunghee University

Com o K-pop quebrando recordes ao redor do mundo, o número de estudantes internacionais que chegaram na Coreia do Sul ano passado para estudar a língua coreana também atingiu o maior recorde de todos os tempos. Pela primeira vez, o número de estudantes de idioma ultrapassou o número de estudantes em cursos acadêmicos, segundo informações do Statistic Korea.

O número total de migrantes internacionais (definidos como aqueles que permanecem no país por mais de 90 dias) era 453 mil pessoas em 2017, cerca de 50 mil a mais do que no ano anterior, enquanto 349 mil pessoas deixaram o país no mesmo período, com aumento de 24 mil. Destes números, cerca de 154 mil são jovens na faixa de 20 anos, que representam o maior grupo demográfico que entra no país, ainda que, comparado ao ano anterior, haja aumento em todas as faixas etárias. Entre os visitantes, 38.6% estavam no país por pouco tempo, enquanto 26.7% entraram na Coreia do Sul para trabalhar, 12.8% para estudar e 11.5% eram coreanos que moravam fora do país.

Foto: koreastudytrip2012.blogspot.com
Foto: koreastudytrip2012.blogspot.com

O número de estudantes, seja de idiomas ou de cursos acadêmicos, chegou a 58 mil no ano passado, o maior número já registrado. O número de estudantes que estudam coreano (30 mil) ultrapassou a quantidade de estudantes em cursos acadêmicos (28 mil) pela primeira vez na história, o que, de acordo com especialistas, pode ter sido estimulado pelo sucesso internacional do K-Pop.

Enquanto isso, o número de estrangeiros trabalhando na Coreia do Sul caiu cerca de 7 mil, chegando à 121 mil pessoas. O número de trabalhadores não-profissionais caiu significativamente, de acordo com o Statistics Korea, por conta da diminuição das cotas governamentais para trabalhadores internacionais.

Além disso, cerca de 88 mil indivíduos entraram no país sem a necessidade de visto, o que representa o maior número desde que o Statistics Korea iniciou seu registro nesta categoria.


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.



DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.