Olimpíadas

Faltam pouco mais de dois meses para o início das Olimpíadas 2020 em Tóquio. Os jogos que aconteceriam em 2020 foram adiados para julho de 2021 por conta da pandemia do coronavírus. Durante 15 dias, 12.700 atletas de 206 países vão tentar conquistar as medalhas de ouro nos 306 eventos. Apesar das polêmicas e indecisões do COI (Comitê Olímpico Internacional), as Olimpíadas estão mantidas mesmo com o coronavírus, mas isso ainda pode mudar. O torneio acontece de 23 de julho até 08 de agosto de 2021.

Os atletas do mundo inteiro já estão se preparando e tomando suas vacinas para poderem participar, dentre eles, os sul-coreanos. E para começarmos a entrar no clima das Olimpíadas vamos falar um pouco sobre a Coreia do Sul nos Jogos Olímpicos.

Estreia nos Jogos Olímpicos

O Comitê Olímpico Coreano foi fundado em 1946 e reconhecido internacionalmente em 1947, o que permitiu a Coreia do Sul disputar as Olimpíadas de 1948, em Londres, pela primeira vez como um país independente.

A delegação sul-coreana foi composta por 50 atletas em 7 esportes diferentes e 17 juízes. Eles conquistaram 2 medalhas de bronze. Uma no boxe masculino com Han Soo-Ann e a outra no levantamento de peso masculino com Kim Seong-Jip. O país terminou na 32ª posição no ranking geral.

Desde então, a Coreia do Sul participou de todas as edições dos jogos, com exceção da edição de 1980, em Moscou, quando o país aderiu – juntamente a outros 65 países – ao boicote contra as Olimpíadas devido à invasão da União Soviética no Afeganistão.

Olimpíadas
Abertura dos jogos olímpicos de 1948. Foto: bbc

Em 1948 a Coreia do Sul fez sua estreia também nos Jogos Olímpicos de Inverno em São Moritz, na Suíça. A delegação tinha 3 atletas na Patinação de velocidade e não conquistou nenhuma medalha, além de 2 juízes.

Primeira Medalha de Ouro

A primeira medalha de ouro da Coreia do Sul veio nas Olimpíadas de 1976 em Montreal no Canadá. O lutador Yang Jung-Mo venceu a categoria acima de 62 quilos do Wrestling (Luta Livre Olímpica). Além da medalha de Jung-Mo, a Coreia ainda conquistou outras 5 medalhas, 1 de prata e outras 4 de bronze, terminando na 19ª posição geral.

Olimpíadas
Sohn kee-chung (centro) e nam sung-yong (esquerda) com as cabeças abaixadas em protesto após receberem suas medalhas. Foto: associeted press/ new york times.

Mas essa não foi a primeira medalha de ouro conquistada por um sul-coreano. 40 anos antes, nos Jogos Olímpicos de Berlim, em 1936, Sohn Kee-chung e Nam Sung-yong conquistaram as medalhas de ouro e bronze, respectivamente. Na época, o país estava sob ocupação do Japão e por isso as medalhas foram creditadas ao Japão.

Olimpíadas de Seul 1988 e a Melhor Classificação Coreana

A candidatura de Seul como sede dos jogos de 1988, aconteceu em 1979 e foi impulsionada por outras duas competições internacionais que aconteceram na cidade. Em 1978 o Campeonato Mundial de Tiro Esportivo e em 1979, o Campeonato Mundial de Basquetebol Feminino, que terminou com a Coreia do Sul em segundo lugar.

Com o sucesso dessas competições e a preparação de Seul como sede dos Jogos Asiáticos em 1986, a cidade superou Nagoya e foi escolhida para sediar o evento.

As Olimpíadas de Seul são uma das mais lembradas pelo público e foi um marco no combate ao doping nos esportes. Os casos de doping assombraram as olimpíadas, ao todo foram 10 casos positivos. Entre eles estava o corredor canadense Ben Johnson,
que venceu a prova de 100 metros e ainda bateu o recorde da categoria. Depois dos testes positivos ele perdeu a medalha e seu recorde não foi considerado. Pela primeira vez na história, um atleta que foi pego no antidoping foi desclassificado.

Olimpíada
Logo dos jogos olímpicos de seul, inspirado nos tradicionais samtaeguk. Foto: best swimming.

Os jogos de Seul foram a melhor participação da Coreia até agora em uma Olimpíada. Ao todo foram 33 medalhas, 12 de ouro, 10 de prata e 11 de bronze, terminando em 4ª lugar na classificação geral.

O legado dessa Olimpíada foi imenso para a Coreia. Além da visualização e da mudança de imagem mundial do país após a Guerra da Coreia, estima-se que os investimentos em infraestrutura elevaram o PIB (Produto Interno Bruto) do país em 320% entre os anos 1980 e 1990. Além disso, várias das estruturas construídas abriram portas para diversos outros eventos de alcance mundial e continental, como a Copa do Mundo de 2002.

Nota do Autor – Como o texto iria ficar muito grande resolvi dividir a coluna em duas partes. No próximo mês vamos falar da Olimpíada de Inverno de 2018 que aconteceu em Pyeongchang, os esportes mais premiados e muito mais.


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.