The U.S. Congress is seen on Tuesday, April 23, 2019, Washington, D.C. (Photo by Aurora Samperio/NurPhoto via Getty Images)

A vitória de quatro coreanos-americanos na corrida pela eleição no Congresso dos Estados Unidos chamou a atenção não apenas do país, mas da terra natal e das comunidades americanas de imigrantes.

Os quatro membros do Congresso que têm origens coreanas, são Young Kim (do 39º distrito congressional da Califórnia), Michelle Park Steel (do 48º distrito congressional da Califórnia), Andy Kim (3º distrito congressional de Nova Jérsei) e Marilyn Strickland (10º distrito congressional de Washington).

Membros Do Congresso Americano De Etnia Coreana Prometem Aumentar Laços Com A Coreia
Foto de marilyn strickland. Fonte: jewish insider.

Young Kim, Steel e Strickland, em particular, se tornaram as primeiras mulheres coreanas-americanas a trabalhar no Congresso em seus 230 anos de história.

Eu sou uma imigrante, esposa, mãe de quatro filhos e sou dona do meu próprio negócio, sou sortuda por ter a chance de viver o ‘sonho americano’,” disse Young Kim em uma entrevista recente ao The Korea Times. Nascida e criada no pós guerra das Coreias, ela esteve presente quando a guerra trouxe a devastação econômica para o país, por esse motivo, sua família foi para os Estados Unidos em busca de uma vida melhor.

Membros Do Congresso Americano De Etnia Coreana Prometem Aumentar Laços Com A Coreia
Foto de young kim. Fonte: voice of orange county

Eu espero que por ter sido eleita, isto sirva de exemplo de que o ‘sonho americano’ está vivo e mostre a todos dos EUA, que uma imigrante da Coreia do Sul pode ser dona de um pequeno negócio, uma assessora de um membro do Congresso, uma mulher eleita para a Assembleia do Estado e sua representante nos Estados Unidos.”

Kim disse que no Congresso primeiro irá focar em ajudar aos pequenos negociantes na luta contra a crise econômica provocada pela pandemia de COVID-19, providenciando assistência médica de qualidade para as pessoas e que irá consertar o sistema “quebrado” de imigração do país.

Nosso sistema de imigração precisa ser justo, mas compreensivo. Temos de primeiro manter a nossa fronteira segura, só então nós poderemos acabar com os problemas que temos passado todos esses anos com a imigração ilegal, enquanto isso tratamos aqueles que estão aqui” disse Kim. “Sonhadores deveriam ter a possibilidade de ficar no único país que eles conhecem.”

Como congressista de origem sul coreana, Kim também disse que espera que a Coreia do Sul desenvolva uma relação mais recíproca com os Estados Unidos, prometendo restabelecer o Intercâmbio Interparlamentar EUA-República da Coreia (conhecido também pela sigla em inglês USROKIE), um programa de intercâmbio entre os países e seus parlamentares.

Eu acredito que posso trazer uma perspectiva única para discussões bilaterais e certamente posso desempenhar um papel importante na relação EUA-Coreia. Eu trabalharei para estabelecer políticas e diplomacias mutuamente respeitosas e benéficas. Isto é o que eu tenho feito há décadas,” disse Kim.

Steel disse que um de seus objetivos como uma congressista estadunidense é ajudar a resolver as dificuldades encontradas pelas comunidades de imigrantes no país enquanto tentam se estabelecer. Ela citou a confusão de 1992 em Los Angeles na qual mais de duas mil empresas coreanas foram saqueadas, completamente destruídas ou danificadas, de acordo com dados locais.

Membros Do Congresso Americano De Etnia Coreana Prometem Aumentar Laços Com A Coreia
Foteo de michelle park steel. Fonte: california globe

Durante os motins de 29 de abril em Los Angeles, os coreanos sofreram grandes danos e, sem a ajuda das autoridades públicas, não tiveram outra escolha a não ser se armar e proteger suas propriedades. Como ninguém conseguiu combater a manipulação da mídia a qual descreveu a situação como um conflito entre a comunidade coreana e negra, eu conversei sobre essa injustiça com os amigos do meu marido, que eram políticos,” disse Steel.

Ela disse que foi assim que entrou na política, pois sentiu a necessidade de fazer algo pela comunidade coreana-americana e entrou na campanha eleitoral do ex-prefeito de Los Angeles, Richard Riordan em 1993.

Ao ganhar as eleições deste ano e por estar agora representando o 48º distrito congressional da Califórnia, Steel prometeu trabalhar pelos interesses dos donos de pequenos negócios e contribuintes de seu distrito com sua experiência como mulher de negócios e vice-presidente do Conselho Estadual de Equalização para representar as pessoas do sul da Califórnia.

Meu foco será políticas de corte de taxas, assim como a revitalização econômica e criação de políticas trabalhistas, através do apoio aos donos de pequenas e médias empresas e de autônomos,” disse Steel.

Outro congressista coreano-americano, Andy Kim também prometeu trabalhar em prol da melhoria na relação EUA-Coreia do Sul, especialmente em termos de políticas nacionais de segurança.

Membros Do Congresso Americano De Etnia Coreana Prometem Aumentar Laços Com A Coreia
Foto de andy kim. Fonte: new statesman

Como alguém que dedicou a carreira para servir a segurança nacional, fortalecer laços entre Coreia do Sul e Estados Unidos é essencial para a proteção de ambos os países e para o futuro da região,” ele disse.

Kim é o primeiro congressista democrata a ganhar uma reeleição no 3º distrito congressional de Nova Jérsei desde a Guerra Civil estadunidense. Para ele, ter experiência tanto trabalhando pra Democratas quanto para Republicanos foi a chave para obter posições na área de segurança nacional, incluindo os postos mais altos de generais no Afeganistão e para o ex-presidente Barack Obama.

Ele disse que seu papel será, especialmente, de pressionar a nova administração estadunidense, que estará sob comando de Joe Biden, em uma aproximação ativa e respeitosa dos EUA com a Coreia.

Na verdade, as expectativas sobre as negociações em impasse entre Estados Unidos e Coreia do Sul estão aumentando em razão das negociações de compartilhamento de custo e serão facilitadas na nova administração de Biden.

Os Estados Unidos devem ser parceiros ativos para promover esforços com o governo sul coreano e encontrar maneiras de diminuir as tensões e buscar a paz,” disse Kim. “Eu vou fazer tudo o que eu posso para pressionar a administração de Biden a aproximar ativamente a parceria dos EUA com a China, com todo o respeito e seriedade que esta relação merece.


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.