O presidente Moon Jae-In será acompanhado por 64 representantes governamentais, sociais e empresariais em sua viagem a Pyongyang (capital da Coreia do Norte), disse o chefe de gabinete da Cheong Wa Dae (sede do governo sul-coreano), Im Jong-Seok.

Moon está programado para uma visita de três dias a Pyongyang a partir de terça-feira, quando realizará sua terceira cúpula com o líder norte-coreano Kim Jong-Un.

O chefe de gabinete de Cheong Wa Dae, Im Jong-Seok, anunciou no domingo a comitiva que acompanhará o presidente Moon Jae-In a Pyongyang. Yonhap.
O chefe de gabinete de Cheong Wa Dae, Im Jong-Seok, anunciou no domingo a comitiva que acompanhará o presidente Moon Jae-In a Pyongyang. Yonhap.

Os 14 funcionários do governo e de Cheong Wa Dae incluem o diretor do Serviço Nacional de Informações, Suh Hoon, o chefe do Escritório de Segurança Nacional, Chung Eui-Yong, e os ministros da Defesa, Relações Exteriores e Unificação. Os ministros dos Transportes e Assuntos Marítimos e o chefe do Serviço Florestal da Coreia também acompanharão o presidente.

 

Da Assembléia Nacional, os representantes Lee Hae-Chan, Chung Dong-Young e Lee Jeong-Mi, respectivamente os chefes do Partido Democrático da Coreia, Partido do Partido Democracia e Paz e Justiça, também acompanharão Moon.

Os líderes do principal partido da oposição, Partido Coreia da Liberdade, e do partido conservador Bareunmirae, recusaram o convite da Cheong Wa Dae para se juntar ao presidente.

O prefeito de Seul, Park Won-Soon, será incluído na comitiva como chefe da associação do governo local, e o governador da província de Gangwon, Choi Moon, será incluído em breve para representar as regiões fronteiriças, informou a Cheong Wa Dae.

A comitiva especial de 52 membros inclui indivíduos que representam círculos empresariais, sociais, culturais e religiosos.

Os empresários incluídos na comitiva são o presidente do Grupo SK Telecom, Chey Tae-Won, o vice-presidente da Samsung, Lee Jae-Yong, o presidente do Grupo LG, Koo Gwang-Mo, e o vice-presidente do grupo Hyundai Motors, Kim Yong-Hwan.

Hyun Jeong-Eun, do Hyundai Group, que conduziu diversos projetos de negócios inter-coreanos, e Shin Han-Yong, presidente da Associação Corporativa do Complexo Industrial de Kaesong, também serão incluídos.

Outros na lista incluem Kim Hong-Gul, presidente do Conselho Coreano para Reconciliação e Cooperação e filho do falecido Presidente Kim Dae-Jung, e funcionários de alto nível de várias religiões.

De acordo com Im, os membros da comitiva especial se encontrarão com o chefe de estado cerimonial da Coreia do Norte, Kim Yong-Nam, e os empresários sul-coreanos deverão se reunir com os chefes do Ministério da Economia do Norte.

No início do dia, uma equipe do cerimonial da Coreia do Sul partiu para Pyongyang de ônibus para fazer os preparativos finais para a visita de Moon. A equipe de apoio, que é composta por 93 funcionários do governo e repórteres de diversos canais de informação, está sendo liderada por Suh Ho, secretário da política de unificação.

Foto: Yonhap
Foto: Yonhap

A terceira cúpula acontece em um momento em que o diálogo entre os EUA e a Coreia do Norte sobre a desnuclearização encalhou, e cuja resolução Moon vê como um dos principais objetivos de sua visita.

Em uma reunião com assessores do comitê de preparação da cúpula de quinta-feira, Moon disse que o papel de Seul é ajudar Pyongyang e Washington a reativar as negociações de desnuclearização.

Nosso papel é encontrar o meio termo, reviver as negociações para trazer a desnuclearização e trazer as medidas correspondentes, disse Moon na reunião.


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.



DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.