Se você estiver visitando Seul, na área entre o Estádio Olímpico e o Parque Olímpico, você poderá notar as bandeiras de diferentes países do mundo penduradas no meio ao longo da estrada. Cada vez que, todas as bandeiras são retiradas e substituídas pela bandeira nacional coreana, então você sabe que há um feriado nacional por vir. Hoje, a estrada está cheia de bandeiras coreanas, porque é dia 15 de agosto, que é o Dia da Independência da Coreia da dominação Japonesa.

INDEPENDENCE 002

A bandeira da Coreia do sul tem um fundo branco com o símbolo do Yin e Yang nas cores azul e vermelho ao centro.

 

Para os estrangeiros, pode ser difícil entender a diferença entre o Dia do Movimento (01 de março), o Dia da Independência (15 de agosto) e Dia da Fundação Nacional (03 de outubro). No entanto, para entender sua diferença, você precisa aprender um pouco sobre a história da Coreia. A maioria dos países nasce à partir de sua independência, mas com a Coreia não foi assim.

A Coreia é uma nasção milenar, de 4.349 anos para ser exato. O Dia da Fundação Nacional, em outubro, celebra a fundação da nação coreana em 2.333 AC.

A Historia da Independência da Coreia

Desde então, a Coreia passou por muitos eventos. O país foi invadido inúmeras vezes e sofreu muitas dificuldades. Um dos piores períodos da história coreana aconteceu na primeira metade do século 20, quando a Coreia foi invadida e dominada pelo Japão. Sob o governo japonês, as pessoas foram forçadas a ter nomes japoneses, entre outras imposições e muitos coreanos foram forçados e recrutados para fornecer mão de obra para o Japão, além de serem forçados a servir o exército japonês no final da Segunda Guerra Mundial.

Durante o tempo de opressão japonesa, muitos coreanos se levantaram contra os japoneses, e muitas vezes pagaram por seu desafio com suas vidas. O Dia do Movimento, em 1º de março, comemora um dos levantes mais importantes deste período. Neste dia, também chamado de Dia de Samil, vários nacionalistas coreanos declararam a Coreia independente, no entanto, a luta pela independência iria continuar por mais 25 anos até que a Coreia realmente ganhasse sua liberdade.

O dia em que a Coreia finalmente, saiu do julgo dos governantes japoneses é o Dia da Independência da Coreia. Em 1945, a Coreia foi finalmente libertada da ocupação, e exatamente três anos depois, em 15 de agosto de 1948, a República da Coreia foi criada oficialmente.

Momento em que vários ativistas coreanos são libertados em 1945.
Momento em que vários ativistas coreanos são libertados em 1945.

O dia 15 de agosto é comemorado por muitos países como o dia em que o Japão foi derrotado e a Segunda Guerra Mundial, finalmente chegou ao fim. Conhecido como V-J Day, ou o dia da vitória sobre o Japão, este dia marca o dia em que o Japão anunciou sua rendição. Com a rendição do Japão, a Coreia pode finalmente ganhar a sua independência.

Restauração da Luz

Em coreano, O Dia da Independência é chamado 광복절 (Gwangbokjeol), que significa “Restauração da Luz do Dia”. Este nome um fim para a escuridão do controle do Japão sobre a península coreana. Seu nome é feito a partir dos caracteres coreanos de ‘광’ (gwang), que significa “luz”; ‘복’ (bok), significando “restauração” e ‘절jeol), que significa “feriado”. A palavra “restauração” é usada em vez da palavra para (independência), 독립 (dok-rip), a fim de destacar como a Coreia tem uma longa e orgulhosa história e como a nação coreana foi ‘restaurada’, em 1945, em vez de ‘ fundada’.

Como resultado, muitos coreanos chamam este dia de “Dia da Libertação da Coreia “ou” Dia de Libertação Nacional da Coreia”, quando eles traduzem “Gwangbokjeol” para outras línguas.

Comemoração do dia “Gwangbokjeol”

Neste dia, em toda a Coreia, os governos locais penduram a bandeira coreana em postes e edifícios públicos externos. Em 2015, o Grupo  Lotte até mesmo colocou uma enorme bandeira coreana no lado da construção do Lotte Tower em Jamsil para comemorar esse dia. Da mesma forma que nas empresas e edifícios públicos, as bandeiras coreanas podem ser vistas penduradas nas janelas das casas e apartamentos em todo o país.

INDEPENDENCE 003

Você pode até ver ou ouvir anúncios lembrando as pessoas a colocarem suas bandeiras em suas casas. O governo tem uma cerimônia oficial neste dia, e este dia também tem uma música oficial. Foi durante uma dessas cerimônias que a mãe da atual presidente da Coreia Park Geun-Hye foi morta durante uma tentativa de assassinato do pai de Park Geun-Hye, presidente (tido como ditador) Park Chung-Hee.

Alguns locais soltam fogos de artifício no Gwangbokjeol, mas os  fogos de artifício mais famosos da Coreia ficam reservados para o Dia Nacional da Fundação em outubro.

O coreanos que são descendentes de ativistas da independência podem visitar museus e ter passeio e transporte público gratuitos neste dia. O governo coreano também pode dar perdões especiais para presos neste dia.

Onde aprender mais sobre o Dia da Independência da Coreia

Se você quiser saber mais sobre Gwangbokjeol, um bom lugar para visitar seria o Salão da Independência da Coreia, que está localizado em Cheonan. Lá você pode aprender sobre a ocupação japonesa na Coreia.

Se Cheonan for muito longe, então a Prisão de Seodaemun em Seul pode ajudá-lo a aprender sobre a luta da Coreia para conseguir sua independência. Foi na Prisão de Seodaemun que os combatentes da independência foram presos e torturados. Fora da prisão fica o Portão da Independência, que apesar do nome, foi construído pouco antes da ocupação japonesa pelo governo daquele período, que era pró-japonês. Era o suposto símbolo da independência da Coreia do julgo da China.

No entanto, nesse momento a Coreia era mais ou menos independente da China, e o tratado que deu a Coreia a sua “independência” da China permitiu ao Japão fazer da Coreia uma colônia japonesa apenas alguns anos mais tarde.

Como as relações entre a Coreia e o Japão sempre foram conturbadas, aprender sobre o passado da Coreia pode ajudar os visitantes a entender por que ainda há tanta antipatia entre os dois países.


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.



2 COMENTÁRIOS

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.