Crianças e animais geralmente exibem conexão instantânea.

Os nomes dos animais e os sons que eles fazem são algumas das primeiras palavras reconhecíveis de um bebê. Muitos brinquedos são moldados como animais. Zoológicos são um dos lugares favoritos das crianças.

O Museu Infantil do Museu Folclórico Nacional da Coreia realiza uma exposição sobre animais que aparecem na mitologia coreana. Eles incluem um cavalo que voa, um urso que se transforma em humano e um dragão que viaja entre o mundo humano e um palácio submarino.

As pessoas hoje estão familiarizadas com a mitologia ocidental, como os mitos gregos, mas não muito com a mitologia coreana“, disse Cheon Jin-Gi, diretor do museu, aos jornalistas em um recente evento de imprensa. “Em nossa história também há um rico mundo de mitologia. A exposição é projetada para ajudar as crianças a aprender a mitologia coreana através de animais, algo que as crianças acham amigável e se sentem próximas“.

O Museu Infantil do Museu Folclórico Nacional da Coreia realiza uma exposição sobre animais que aparecem na mitologia coreana.
O Museu Infantil do Museu Folclórico Nacional da Coreia realiza uma exposição sobre animais que aparecem na mitologia coreana.

A exposição consiste em cinco “aldeias”, cada uma dedicada a um animal dos famosos mitos coreanos de como um rei nasceu e como ele fundou o antigo reino coreano.

Em uma seção sobre cavalos – que conta a história de como Park Hyeokgeose, o monarca fundador da dinastia Silla da Coreia (57 aC – dC 935) – as paredes têm grandes ovos brancos e quando os visitantes os tocam suas cores mudam para roxo. Na história, um cavalo branco é encontrado curvando-se perto de um poço. O cavalo voa e aparece um ovo roxo, do qual Park nasceu.

A parte sobre galos está relacionada ao mito sobre Kim Al-Ji, que é conhecido por ser o progenitor do clã Kim Gyeongju que governou Silla a maior parte do tempo. Nesta parte, os organizadores recriaram uma caixa do tesouro cheia de mármores. Na história, uma caixa do tesouro foi encontrada em uma árvore por um galo. É nesta caixa encontrava-se o bebê Al-Ji.

A seção sobre ursos é talvez a mais emocionante de todas para as crianças, uma vez que ele é projetado como uma caverna com um labirinto. As crianças também podem escalar. Um urso aparece no mito sobre Dangun, ou o fundador de Gojoseon, o primeiro reino de Coreia. Dizem que um urso viveu em uma caverna comendo artemísia e alho para se tornar um ser humano. O urso torna-se uma mulher e dela nasceu um filho, Dangun.

A parte sobre tigres e dragões está relacionada com mitos sobre Taejo, o fundador de Goryeo (918-1392). Há também atividades divertidas como uma bola de plástico (daquelas de piscina de bolinhas) e um jogo de dardos.

A exposição é projetada para que as crianças possam aprender através das atividades. Os visitantes, por exemplo, devem virar uma alça para derrubar a caixa do tesouro cheia de mármores de uma árvore. Quando fazem isso, uma série de correntes circulam – como o interior de um relógio – e a caixa desce lentamente.

Mas há algumas relíquias em exibição também. Elas incluem: uma estatueta de um cavalo sagrado imaginário conhecido como Guksimal, um woodblock do fim do período da dinastia de Joseon (1392-1910) que ilustra o nascimento de Kim Al-Ji e uma pintura de paisagem por Jo Sok (1595-1668) que descreve o mesmo mito com uma caixa do tesouro em uma árvore. Além destes, há um norigae (um acessório que era pendurado nas vestes tradicionais das mulheres) que é feito com uma garra de tigre.

Há relíquias em exibição - uma estatueta de um cavalo sagrado imaginário conhecido como Guksimal e
Há relíquias em exibição – uma estatueta de um cavalo sagrado imaginário conhecido como Guksimal e um woodblock do fim do período da dinastia de Joseon (1392-1910) que ilustra o nascimento de Kim Al-Ji.

Atividades ao ar livre estão disponíveis, também. Os funcionários re-decoraram o parque infantil ao ar livre para melhor ilustrar o tema dos cinco animais. Eles também planejam colaborar com zoológicos para introduzir programas onde as crianças possam aprender sobre como os animais são retratados nos mitos e também realmente visitar os zoológicos para encontrá-los pessoalmente, acrescentaram funcionários.


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.



DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.