Era uma vez um velho rei que vivia com uma grande preocupação. Cada dia que se passava, as orelhas do rei cresciam. Cresceram tanto, que as orelhas pareciam orelhas de asno, e para esconder o rei chamou um velho que produzia chapéu. “Faça um chapéu grande que possa esconder minhas orelhas. Mas, se por acaso contar à alguém que minhas orelhas são de asno, receberá um grande castigo”, disse o rei.

Assim, o velho ficou sabendo que as orelhas do rei eram de asno. Então, o velho produziu um chapéu de couro que esconderia as orelhas do rei. E cada vez que as orelhas cresciam, o velho produzia chapéu maior. As pessoas percebiam que cada dia o chapéu do rei estava maior, sussurravam, “Nosso rei é tão bom que realmente merece um chapéu grande”. O velho que sabia das orelhas do rei, escutou os comentários das pessoas, e não conseguia aguentar a risada.

E só de pensar nas orelhas do rei, dava risada. Dava tanta risada sozinho, que as pessoas começavam a achar que o velho estava louco.Mesmo assim, não podia contar, pois levaria um grande castigo.O velho se sentia sufocado, por não poder contar à ninguém. E por acaso estava em frente a uma árvore de bambu, entrou no meio da floresta e decidiu desabafar. “O rei tem orelhas de asno! O rei tem orelhas de asno!”, gritava o velho. E desde então, algo de estranho começou a acontecer.

Toda vez que ventava na floresta, saía um som no bambu, “O rei tem orelhas de asno! O rei tem orelhas de asno!” Cada dia mais e mais pessoas escutavam esse som e, finalmente chegou nos ouvidos do rei. Então o rei estava muito irritado, “Corte todas árvores de bambu!”, ordenou. Assim, que as árvores foram cortadas, não se ouvia mais o som.

Após o episódio, um agricultor plantou árvores de sancho, e cada vez que as árvores cresciam, ouvia-se um som estranho. “O rei tem orelhas de asno! O rei tem orelhas de asno!” O som se misturava com o barulho do vento, mas dessa vez o rei não ordenou que cortassem as árvores de sancho, pois imaginava que à essa altura, toda a nação já soubesse do segredo. E à partir disso, passou a não esconder mais as orelhas de asno.

*Essa história nos ensina que, nenhum segredo é para sempre. E as orelhas que eram um complexo para o rei, passou a pensar que eram grandes para escutar bem as opiniões das pessoas.


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.