Apesar das apreensões populares, a água das torneiras de Seul pode ser mais saudável – e mais saborosa – do que a água engarrafada.

Vinda do comumente referido como Arisu, o antigo nome do rio Han que remonta à dinastia Goguryeo, a água das torneiras de Seul é meticulosamente filtrada por uma das seis estações de tratamento ao longo do rio Han. Os cientistas monitoram constantemente a qualidade da água para 170 variáveis, como recomenda a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Em um relatório de 2013 do Instituto Nacional de Pesquisa Ambiental (NIER), o risco de crescimento bacteriano foi menor na água da torneira. Por outro lado, a água que passava pelos purificadores domésticos ou era deixada dentro de garrafas abertas continha bactérias.

Foto: Koreatimes

A água da torneira também é tão saudável quanto a água engarrafada em termos de conteúdo mineral. O mesmo estudo da NIER mostrou que o conteúdo mineral entre os dois era semelhante. Água purificada, no entanto, tinha quase zero conteúdo mineral.

Apesar das evidências científicas, os coreanos não abraçaram a água de torneira. A maioria das famílias compra garrafas de água de dois litros a granel ou instala um purificador em suas casas.

Muitos tem receio por causa do cheiro e sabor do cloro na água de torneira mas consideram a água muito limpa. Para enfrentar essa barreira psicológica, o governo da cidade gastou 528,5 bilhões de won (US$ 472 milhões) em melhorias em todos os centros de tratamento em 2015, visando especificamente melhorar o cheiro da água de torneira.

Ao usar o ozônio para desinfetar a água, baixamos a quantidade de cloro para cerca de um terço“, disse Oh Hyuk-joon, um funcionário de RP do Escritório de Distribuição de Água no governo da cidade. “Queríamos quebrar a percepção pública da água de torneira fedorenta“.

A nova tecnologia de filtragem também inclui pedaços de carbono que podem filtrar outras partículas de odor do rio.

Foto: Koreatimes

A desconfiança pública na água de torneira é profunda, em parte devido a incidentes passados, como o incidente de contaminação com fenol do rio Nakdong em 1991. Autoridades da cidade esperam que as novas atualizações facilitem lentamente a população a voltar a beber a água de torneira.

E o investimento parece estar valendo a pena. Um recente teste cego com água de torneira de Seul e duas marcas de água engarrafada mostrou que as pessoas não conseguiam diferenciá-las pelo sabor.

Outra preocupação são os dutos antigos que podem dissolver a ferrugem e levar à água. Para manter a água limpa, a prefeitura vem trocando os canos de água da cidade por novos de aço inoxidável desde 1984. A partir de 2017, mais de 98% da rede de tubulação de água de 13.366 quilômetros da cidade foi modernizada dessa forma.

Mas canos de água dentro de casas ou apartamentos são outro problema, porque cabe aos proprietários mudar ou não. A partir de 2007, o governo da cidade ofereceu subsídios de até 2,5 milhões de won (US$ 2234) para as casas construídas antes de 1994. Em 2017, 61%, ou 349.273 domicílios-alvo, haviam trocado seus canos.

Aqueles que ainda temem a contaminação podem tomar precauções extras, deixando a torneira aberta por 30 segundos antes do uso, assim lavando a água que está nos tubos. Apenas água fria deve ser usada para beber, porque a água quente pode passar por tanques enferrujados, disseram as autoridades.

Beber água da torneira também pode reduzir significativamente as contas. Supondo que cada pessoa bebe um litro por dia, uma família de quatro pessoas pagará apenas 854 won (US$ 0,7) por ano para beber água se usar a torneira. A mesma família que bebe água engarrafada gastará 682.500 won (US$ 610) por ano.


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.



DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.