Dos hounds de pernas longas aos dachshunds mal-humorados, os cães talvez sejam as criaturas vivas mais familiares para nós humanos. Nos trabalhos do artista de upcycling Parc Sang-bin, esses animais nascem de um material muito familiar, os resíduos plásticos.

Mesmo antes de decidir trilhar o caminho de artista upcycling (reaproveitamento criativo de materiais que seriam descartados), Parc teve uma longa conexão íntima com o material. Em um nível pessoal, um parente dele opera uma empresa de fabricação de plástico em Hwaseong, província de Gyeonggi, o que lhe permitiu conhecer os detalhes do processo de produção.

Artista De Upcycling Transforma Resíduos Plásticos Em Cães Adoráveis
Exposição “plastic dogs” de parc san-bin, artista sul-coreano. Foto: facebook/parc sang-bin

Após se formar em design industrial na Universidade Konkuk, ele novamente entrou em contato com o plástico como um integrante da equipe de design da Monami, marca líder de papelaria na Coreia do Sul, onde atuou como designer de tambor de canetas de plástico. O que alimentou ainda mais seu fascínio pela substância foi seu aprendizado em um projeto global de reciclagem de plástico alternativo “Precious Plastic”, desenvolvido primeiramente pelo designer industrial holandês Dave Hakkens.

“O material tinha tantas histórias para contar, desde seus visuais vibrantes até sua qualidade irônica que, embora seja descartado após uso único, ele dura permanentemente na Terra”, disse o artista de 37 anos. “E as vidas humanas modernas dependem tanto dele que quase parece que não podemos existir sem ele.”

Mas em sua busca pelo renascimento artístico dos plásticos, de todas as coisas, o que o fez recorrer a caninos amigáveis?

Artista De Upcycling Transforma Resíduos Plásticos Em Cães Adoráveis
Plastic dogs. Foto: parc sang-bin.

“Na era moderna, os cães se tornaram os animais que os humanos mais criam artificialmente. E eles ainda são muitas vezes produzidos em massa em fábricas de filhotes. Além disso, eles são um dos principais agentes que lideram a indústria pet e, além disso, a cultura popular”, disse.

Parc viu o animal “produzido em massa” que está intimamente ligado à vida cotidiana e comercial dos seres humanos como um meio artístico para comentar sobre a sociedade atual, bem como a indústria do plástico.

Artista De Upcycling Transforma Resíduos Plásticos Em Cães Adoráveis
Doberman pinscher. Foto: parc sang-bin

Do Wire Fox Terrier brasileiro ao elegante e feroz Doberman Pinscher, cada trabalho para a série de cães 3D de Parc, composta de resíduos plásticos, leva cerca de um mês para ser concluído. Ele começa cada projeto fazendo esboços baseados em fotos reais de caninos, tiradas de diferentes ângulos.

Parc então solda um esqueleto de aço, moldando uma determinada raça e anexa várias peças cortadas, vindas de embalagens de detergente plástico colorido e amaciante para roupas. A curvatura de cada peça não é criada artificialmente, mas contém parte da forma original da embalagem, e Parc se concentra em tentar combiná-la com a curva do esqueleto de aço. “É como fazer um quebra-cabeça de plástico que é altamente coincidente”, disse o artista.

Para cães de médio a grande porte, ele precisa usar 15 ou mais embalagens de detergente por trabalho, todos com a mesma cor e tipo. Como é difícil para recolhê-los apenas através de esforços individuais, ele colabora com empresas de produtos químicos e de consumo, como a Yuhan, Henkel Korea, Lion Korea e Mukunghwa, para obter embalagens plásticas defeituosas ou sucateadas das linhas de produção dos fabricantes.

Suas outras obras incluem “Melting Plastics” exibido em toda a parede. Ao contrário de sua série de cães 3D, essas obras em pequena escala nascem dos materiais que o artista coleta de lixeiras em áreas residenciais. No entanto, a presença de um cão é incluída indiretamente até mesmo dentro do processo de produção deste trabalho.

Artista De Upcycling Transforma Resíduos Plásticos Em Cães Adoráveis
Melting plastics. Foto: parc sang-bin

“Quando ando com meu Yorkie, levo um grande recipiente na mão e vasculho através de diferentes lixeiras para selecionar os materiais que estão em boas condições, com cores vibrantes”, disse ele.

“Eu então limpo, trituro e moldo através do sistema de prensa, para transformá-los em peças de aparência única.”

Em meio à pandemia COVID-19, as preocupações ambientais com o aumento do uso de plásticos vieram à tona, com mais pessoas se distanciando socialmente e dependendo das compras online para necessidades diárias.

À medida que os produtos de upcycling e as campanhas de lixo zero vêm ganhando popularidade, a questão da sustentabilidade também começou a ganhar tração entre os fabricantes de plástico, devido ao crescimento de mercadorias recicladas pós-consumo (PCR).

“Plásticos pigmentados e tingidos são muito mais difíceis de reciclar e, a partir de agora, apenas cerca de 30% dos plásticos coletados são reutilizados, com o resto sendo enterrado ou incinerado”, afirmou Parc.

“As pelotas claras e translúcidas podem ser facilmente recicladas em plástico PCR. Se a indústria continuar indo em uma direção ecológica, as pessoas não poderão mais ver minhas obras coloridas. Ou talvez algo totalmente novo nascerá. Mas, espero que isso aconteça um dia.”

Artista De Upcycling Transforma Resíduos Plásticos Em Cães Adoráveis
Foto: facebook strol

As obras de Parc estão em exibição até o 4 de abril, em sua exposição solo Strolin’ of Plastic Dogs na STROL, loja seleta de lifestyle masculino e eletrônicos, no espaço complexo cultural em Suwon, província de Gyeonggi.


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.