Fonte: SK Telecom.

Mesmo depois que a pandemia de COVID-19 acabar, a tendência do trabalho em casa provavelmente continuará a aumentar, afirmou o Banco da Coreia (BOK). Segundo o Banco, isso resultará como um forte incentivo para as pessoas se mudarem para áreas suburbanas, onde a moradia é relativamente barata.

Ainda de acordo com o relatório compilado pelo banco, a percepção dos coreanos sobre o trabalho em casa melhorou muito depois que a crise do corona vírus obrigou muitos trabalhadores a começarem o home office. Quanto à razão para sua previsão de que a tendência do home office continuaria a crescer, o BOK enfatizou: “Para garantir a operação eficaz dos programas de trabalho em casa, os funcionários e as empresas já investiram tempo e recursos significativos”.

Esperava-se que a crescente popularidade do trabalho em casa diminuísse a demanda geral por imóveis comerciais nas cidades metropolitanas, ao mesmo tempo que promovesse a mudança de trabalhadores para áreas suburbanas. O BOK observou que o crescimento do número de pessoas trabalhando em casa resultaria na redução do espaço necessário para escritórios nas cidades metropolitanas, onde o aluguel é alto, servindo assim como um dos fatores que poderiam diminuir a demanda imobiliária.

O banco central acrescentou que a popularidade do home office reduz a importância da proximidade entre residências e escritórios, criando incentivos para que os trabalhadores se mudem para áreas suburbanas onde a habitação é mais acessível. No entanto, dado que a proximidade geológica entre o trabalho e a casa não é o principal motivo para a maioria das pessoas decidirem morar em áreas metropolitanas, o aumento da demanda por imóveis em áreas suburbanas resultante da popularidade do home office provavelmente seria limitado.

Disclaimer

As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.