A baixa taxa de natalidade dos coreanos bateu recorde em 2019, atingindo 0.92, bem abaixo da média dos integrantes da Organização de Cooperação Econômica e Desenvolvimento, que está em 1.63.

Coreia continua tentando encontrar formas de combater a baixa taxa de natalidade
Gráfico mostra a evolução da taxa de natalidade. Fonte: Pulse News Korea

Isso prova que a injeção de mais de 140 trilhões de wons (US$ 122.4 bilhões) de 2006 pra cá foi inútil no combate à baixa taxa de natalidade no país.

Essa tendência virou um problema, especialmente durante a pandemia do Covid-19, pois reduziu os empregos e consequentemente a renda geral dos coreanos, contribuindo ainda mais  para derrubar a taxa de natalidade do país.

Uma mudança estrutural na população gera impactos econômicos profundos nas escalas micro e macroeconômicas, e os políticos já estão acompanhando de perto esse iminente desafio demográfico.

Na última semana, os líderes de politica econômica da Coreia se reuniram para discutir os impactos econômicos que a crise demográfica provocará, focando no tamanho da população em idade produtiva do país.

À partir de 2020, os baby boomers, aqueles nascidos entre 1955 e 1963, começam a completar 65 anos e a população em idade produtiva na Coreia deve cair para 330.000/ano.

O país também deve se tornar uma sociedade super envelhecida em 2025, quando a proporção de pessoas com 65 anos ou mais irão atingir 20% da população total.

Coreia continua tentando encontrar formas de combater a baixa taxa de natalidade
Em 2025, os idosos irão representar 20% de toda a população. Fonte: NPR

Para lidar com esse problema, o governo disse que pretende priorizar os reforços dos serviços de acolhimento de crianças, para evitar que mais mulheres percam a carreira devido ao parto e à criação dos filhos.

Vamos estender o programa de creche para os alunos do ensino fundamental e expandiremos os serviços de creche durante todo o dia para promover a participação das mulheres nas atividades econômicas“, disse o Ministro de Finanças, Hong Nam-ki, num encontro no dia 07 de julho.

Outra forma de compensar a redução do tamanho da população ativa é admitir mais trabalhadores do exterior.

Coreia continua tentando encontrar formas de combater a baixa taxa de natalidade
Trabalhadores imigrantes em protestos na Coreia. Fonte: The Korea Times

O governo anunciou o plano de expandir a emissão de vistos F-2 para trabalhadores estrangeiros qualificados. O visto F-2 são emitidos para residentes de longo prazo.

Autoridades também planejam introduzir uma nova categoria de visto, centrado no trabalho remoto para estrangeiros talentosos nas áreas de TI e outros campos de crescimento.

O governo também planeja discutir uma reforma no mercado de trabalho, levando em consideração trabalhadores sêniores em áreas relacionadas a seus empregos e salários, por meio de conselho econômico, social e trabalhista.

Estender a idade de aposentadoria possivelmente para 65 anos, tornou-se uma questão social urgente, já que se espera que o país enfrente o chamado abismo demográfico nos próximos anos.

Coreia continua tentando encontrar formas de combater a baixa taxa de natalidade
Idosos voltam a trabalhar para complementar aposentadoria. Fonte: South China Morning Post

Para lidar com o envelhecimento da população, o governo prometeu adotar medidas para ajudar os idosos a usar de forma adequada os serviços médicos.

Além disso, para cobrir os crescentes custos de bem-estar, o governo planeja fortalecer a situação dos planos de pensão e seguro saúde do Estado.

O país também considera introduzir ‘Home Medical Services‘,  sob os quais médicos e profissionais de saúde visitarão as casas de pacientes idosos para tratá-los.

Autoridades também planejam solucionar o problema de êxodo dos jovens das áreas rurais, introduzindo programas para promover o crescimento de áreas urbanas em várias regiões.

Muitos especialistas dizem que o governo em geral parece estar na direção certa para lidar com o problema.

No entanto, alguns apontam que o governo precisa de medidas mais concretas para resolver o problema da baixa natalidade e do desemprego dos jovens.

Coreia continua tentando encontrar formas de combater a baixa taxa de natalidade
Creches coreanas. Fonte: The Korea Times

Melhor do que focar em meios de promover o nascimento de crianças por meio de incentivos ou programas de apoio, é necessário promover um ambiente social e uma cultura que alimente e defenda a criação dos filhos“, disse um pesquisador do Instituto Coreano de Desenvolvimento da Mulher.


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.

2 × cinco =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.