Grupo de trabalhadores imigrantes filipinos que chegaram à Coreia do Sul em abril para um emprego temporário. Foto: Koreabizwire

O governo coreano planeja impulsionar a entrada de trabalhadores imigrantes no país para ajudar a aliviar a escassez de mão-de-obra na agricultura, pesca e outras indústrias, por consequências da COVID-19, disseram as autoridades na terça-feira dia 14 de junho.

Os setores de explorações agrícolas, pesca e de pequenas empresas, muitas vezes dependentes de trabalhadores imigrantes, têm registado escassez de mão-de-obra, consequência da pandemia de COVID-19, uma vez que a intensificação dos controles de fronteira, dificultava a entrada de trabalhadores imigrantes.

O Ministério do Trabalho e Emprego disse que trará entre os meses de junho e agosto, cerca de 26.000 trabalhadores imigrantes, que receberam previamente autorizações de trabalho coreanas, mas até então não puderam entrar no país.

Governo coreano irá impulsionar a entrada de trabalhadores estrangeiros para aliviar a falta de mão de obra pós COVID-19
Com os trabalhadores estrangeiros assumindo cada vez mais um papel crucial em muitas das fazendas da Coreia do Sul, há um sentimento crescente de que os aspectos mais negativos da experiência do trabalhador migrante, que vão desde os abusos dos direitos humanos até o excesso de trabalho punitivo, precisam ser abordados. Foto e Texto: Yonhap

De setembro a dezembro, o ministério planeja trazer mais 28.000 trabalhadores imigrantes.

Com cerca de 19.000 trabalhadores estrangeiros que já entraram na Coreia do Sul este ano, espera-se que um total de cerca de 73.000 trabalhadores imigrantes entrem no país também ainda este ano, disse o ministério.

Em 2019, o número anual de trabalhadores imigrantes que chegaram à Coreia do Sul foi de 51.336, mas esta taxa caiu para 6.688 no ano seguinte e foi para 10.510 em 2021 devido à pandemia.

O Ministério do Trabalho, também simplificará parte dos procedimentos administrativos para os empregadores de trabalhadores imigrantes, bem como aumentará a quantidade voos não regulares vindo de países como Indonésia, Nepal e Myanmar para proporcionar aos trabalhadores imigrantes uma melhor experiência de viagem para o país.

Disclaimer

As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.