O governo metropolitano de Seul divulgou na última semana um plano orçamentário suplementar de 3,7 trilhões de won (aproximadamente 13 bilhões de reais), destinado principalmente a apoiar os trabalhadores autônomos e melhorar o atendimento público a crianças.

O orçamento suplementar é o maior de todos os tempos, equivalente a 11,5% do orçamento da capital para este ano, segundo o governo da cidade. O plano de gastos adicionais se concentra em aliviar o fardo financeiro das pessoas autônomas em meio a uma economia lenta e demorada, uma iniciativa política importante do prefeito Park Won-soon, que iniciou seu terceiro mandato em julho.

A prefeitura planeja gastar 3 bilhões de won em uma plataforma de pagamento móvel gratuita para pequenas empresas, que será lançada em dezembro. O novo orçamento também visa impulsionar o serviço público de atendimento infantil. A cidade destinou 22,3 bilhões de won para o recrutamento de pessoas capacitadas a trabalharem em creches.

Uma foto de arquivo da sede do governo da cidade de Seul, no centro de Seul em 29 de dezembro de 2015. Imagem: Yonhap.

A cidade aumentará o número de creches que operam entre as primeiras e as últimas horas do dia, a fim de aumentar o apoio aos pais que trabalham. A maioria das creches na Coreia funcionam somente durante o horário comercial, gerando assim um problema para os pais que precisam sair cedo para trabalhar ou fazer hora extra.

Outros planos incluem aumentar a instalação de bicicletas urbanas entre 5 a 30 mil unidades até o final do próximo ano, e expandir os ônibus movidos a hidrogênio e elétricos, segundo o governo de Seul. O projeto precisa da aprovação do conselho da cidade que deve realizar sua sessão regular no próximo mês.


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.



DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.