Oh Mun-hyun, 23, e Kim Jin-deok, 20, realizam lives em prol de comerciantes prejudicados por enchentes. Fonte: Yonhap.

Um canal de transmissão comercial ao vivo, administrado por dois jovens e com o objetivo de ajudar pequenos comerciantes, está chamando a atenção do público na Coreia do Sul. O mercado em Gurye, província de Jeolla do Sul, reabriu em setembro depois de ficar fechado por mais de 40 dias devido aos danos causados ​​pelas enchentes. Após a reabertura do mercado, Oh Mun-hyun e Kim Jin-deok, que são da região, iniciaram transmissões de comércio ao vivo por meio de seus celulares.

Durante as transmissões, os dois transmitem ao vivo suas compras para ajudar os comerciantes de mercados tradicionais nas províncias de Gyeongsang e Jeolla, regiões que foram danificadas pelas enchentes no verão passado. Durante as lives, os telespectadores fazem pedidos e pagam online após assistir ao preço apresentado pelos vendedores. Depois de verificar se o pagamento no aplicativo foi concluído, os dois jovens pagam os comerciantes.

Suas transmissões de comércio ao vivo acontecem uma vez por semana, indo para Gurye e outros mercados tradicionais em diferentes províncias como Namwon, Gokseong, e Hadong.

Sempre que as transmissões de comércio ao vivo são ativadas, cerca de 200 a 300 espectadores, em média, ingressam e compram os itens vendidos nos mercados tradicionais de cinco dias. “Lançamos este serviço sem fins lucrativos para ajudar os comerciantes afetados pelas enchentes. Nos primeiros dias, arcamos com todas as despesas, exceto o preço do item”, explicou Kim. “Conforme a demanda crescia dia após dia, no entanto, começamos a sentir um fardo financeiro. Agora operamos cobrando um preço básico de entrega.”


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.